Antepassados

Publicado em: 18/04/2010 |Comentário: 1 | Acessos: 770 |

De uma forma ou outra, nossos antepassados deixaram o seu lugar de origem para começar tudo de novo em um novo lugar. Provavelmente uma das maiores migrações humanas começou após a descoberta do Novo Mundo no qual um universo de novas possibilidades e oportunidades se abriu para povoadores europeus e outras latitudes. É possível dizer que hoje em dia a grande parte das populações americanas tem descendência, entre outras, no continente velho.

Apesar do número estar longe de corretor, crê-se que entre 30 a 50 milhões de pessoas emigraram para as Américas a partir do final do século XVI. Os registros mais antigos dos primeiros imigrantes europeus foram elaborados pelas autoridades coloniais. Esta prática arquivista continuou em vários e diferentes governos, principalmente após os Estados Unidos terem se liberado da Grã-Bretanha, e os países da América Latina tiveram a sua independência da Espanha e Portugal. A preservação de registro a nível local continuou até 1820 quando, então, mais de um milhão de pessoas chegaram ao novo continente.

Americanos que buscam seus antepassados podem revisar registros preservados nas cidades capitais de cada estado. Tal investigação pode ter como base de apoio o livro A Bibliography of Ship Passenger Lists, 1583-1825 (Uma Bibliografia de Listas de Passageiros de Navio 1583-1825 de Harold Lancour). Este título está disponível em várias biblitoecas norte-americanas. Depois de 1820, os registros de imigrantes foram concentrados no Arquivo da Nação, em Wahsington Capital.

Ao final do século XIX a imigração para os Estados Unidos aumentou dramaticamente: durante o período de 1880 a 1925-5, milhões de pessoas entraram nos Estados Unidos como imigrantes. Existem duas excelentes fontes de busca de antepassados que chegaram no EUA nestes anos: As listas de passageiros que contêm dados compilados pelo Serviço de Imigração dos Estados Unidos (informação de 1820 a 1892) e listas de passageiros que chegaram entre os anos 1906 e 1957. Tais registros são fontes de muito rica de informações para todos que buscam mais informações sobre seus antepassados.

Para começar a investigar antepassados por registros de imigração e emigração é preciso alguns passos: o investigador dever saber o nome completo ou aproximado do familar que busca e é necessário também determinar o porto de entrada onde ele ou ela chegou. É muito importante considerar as variações ortográficas no nome ou sobrenome das pessoas pesquisadas.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/relacionamentos-artigos/antepassados-2173536.html

    Palavras-chave do artigo:

    imigracao

    ,

    antepassados

    ,

    genealogia

    Comentar sobre o artigo

    Muitas pessoas, ao recriar o seu passado, começam a construir sua árvore genealógica que nada mais é que seguir as relações inter-independentes que existem em seu parentesco.

    Por: Fernanda Cavalcantel Notícias & Sociedadel 02/03/2010 lAcessos: 840

    Muitas mudanças podem acontecer durante o seu, o meu dia-a-dia. Porém são poucas que mudarão o NOSSO.

    Por: Thays Nichelel Relacionamentosl 07/12/2014
    Bruno Moraes

    As dissoluções de uniões conjugais aumentaram cerca de 20% nos últimos dez anos no País, o Censo de 2010 divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstra que de 2000 até 2010, o número de pessoas envolvidas em algum tipo de separação passou de 11,9% para 14,6%.

    Por: Bruno Moraesl Relacionamentosl 06/10/2014 lAcessos: 21

    Aprender a desenvolver e manter relações humanas de qualidade superior pode fazer mais por sua vida profissional e pessoal do que, provavelmente, qualquer outro fator em sua vida.

    Por: Ernesto Bergl Relacionamentosl 30/09/2014
    Tiago

    Sorrir um ato leve instantâneo carregado de positividade, transmutador do coração, a grande alegria da vida

    Por: Tiagol Relacionamentosl 16/09/2014 lAcessos: 15
    Tiago

    O poder das palavras inseridas nos meios sociais: culturais,educacionais,filosóficos,religiosos,artístico,etc.

    Por: Tiagol Relacionamentosl 08/09/2014 lAcessos: 18
    Darci Kops

    A hospitalidade como um paradigma capaz de marcar presença em todos os espaços sociais e espaços culturais. A hospitalidade qualifica a relação humana e a convivência social. O exercício e a prática da hospitalidade é desafiador. O test drive, como ferramenta, auxilia na análise, na avaliação a respeito da condução do processo da hospitalidade em espaços plurais.

    Por: Darci Kopsl Relacionamentosl 20/07/2014 lAcessos: 36

    O poder do sorriso na conquista O sorriso encanta e é o ponto de partida para quem quer elevar sua auto-estima. O sorriso atrai milhões de outros sorrisos, porque quando alguém sorri para outra pessoa, transmite a ideia de aceitação, simpatia. O sorriso gera sorrisos porque você atrai o que você transmite. É a lei natural!

    Por: conselheiroamorosol Relacionamentosl 06/06/2014 lAcessos: 20
    solange galeano

    A sociedade contemporânea de consumo e as relações humanas da pós modernidade.

    Por: solange galeanol Relacionamentosl 04/06/2014 lAcessos: 35

    A tradução, ou melhor, o trabalho de traduzir não é somente considerado um ofício. Há pessoas que creem que traduzir é verdadeiramente uma arte cuja matéria prima é a linguagem.

    Por: Fernanda Cavalcantel Educação> Línguasl 28/06/2010 lAcessos: 350

    A língua espanhola é uma das línguas mais faladas do mundo com mais de 400 milhões de falantes...

    Por: Fernanda Cavalcantel Educação> Línguasl 27/06/2010 lAcessos: 1,332

    Cada tradução traz em si a alma, o estilo e a personalidade do tradutor. Neste artigo leve, escrevo de forma breve sobre o trabalho de recriação envolvido em traduções.

    Por: Fernanda Cavalcantel Educação> Línguasl 01/06/2010 lAcessos: 614

    Eu acredito que as palavras possuem uma força mágica, um poder especial de transformar momentos e vidas inteiras...

    Por: Fernanda Cavalcantel Educação> Línguasl 03/03/2010 lAcessos: 323

    Muitas pessoas, ao recriar o seu passado, começam a construir sua árvore genealógica que nada mais é que seguir as relações inter-independentes que existem em seu parentesco.

    Por: Fernanda Cavalcantel Notícias & Sociedadel 02/03/2010 lAcessos: 840

    Pelo fato de a sociedade contemporânea estar acostumada a sempre usar pelo menos um nome e sobrenome, é difícil considerar que no começo as pessoas não tenham sobrenomes. Faz mais ou menos uns trezentos anos, quando somente existia vilarejos e aldeias, que as comunidades eram formadas por pessoas que se conheciam e estavam, muitas das vezes, relacionadas entre si. Não era necessário usar mas que um nome (além do próprio). Os residentes de tais lugares eram identificados usando somente os seus no

    Por: Fernanda Cavalcantel Lar e Famílial 01/03/2010 lAcessos: 2,291 lComentário: 2

    Teoristas de conspiração aparte, a tecnologia de reconhecimento facial veio pra ficar... E nem todos os seus usos tem haver com segurança.

    Por: Fernanda Cavalcantel Tecnologia> Tecnologiasl 15/02/2010 lAcessos: 82

    Todos temos interesse em descobrir mais sobre as nossas origens e a história de nossos antepassados. Felizmente, hoje com a Internet à nossa disposição, realizar pesquisas genealógicas não é mais tão difícil e laboroso.

    Por: Fernanda Cavalcantel Press Releasel 25/01/2010 lAcessos: 492

    Comments on this article

    0
    misa 11/06/2010
    muito bom
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast