Relações Interpessoais

Publicado em: 14/04/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 46,710 |

Os relacionamentos interpessoais acontecem em diversas esferas e indubitavelmente são alguns dos mais imprevisíveis da natureza. As relações entre animais menos desenvolvidos intelectualmente são essencialmente regidas pelo instinto, uma manifestação natural das necessidades biológicas.

O homem, no entanto, é uma das únicas criaturas conscientes de seus instintos irracionais e capaz de sobrepujá-los, podendo fazer escolhas dando preferência a outros aspectos da consciência. Isso amplia exponencialmente a complexidade das relações humanas, uma vez que somos dotados de uma imensurável diversidade emocional. As circunstâncias que motivam a interação humana são variadas, porém, por unanimidade, é sempre estabelecida uma relação de troca.

Seja amistoso, afetivo ou profissional, qualquer relacionamento envolve expectativas, responsabilidades, decepções, vantagens, enfim, apenas o fato de envolver ao menos duas pessoas já faz desse envolvimento algo excepcional. Ter de conviver e eventualmente depender de outro indivíduo pode não ser confortável para muitos, não é raro encontrar pessoas que escolhem a solidão por ter outras prioridades.

Isso, porém, apenas acontece em relações onde não há coerência, onde há desigualdade em benefícios e malefícios. Há uma palavra que determina o sucesso de qualquer relacionamento, um elemento sem o qual duas pessoas jamais poderiam conviver adequadamente: cooperação.

Em uma relação cooperativa, ambos os lados saem satisfeitos. É o formato ideal e almejado por todos, porém exige pessoas empáticas e maduras o suficiente para entender que nem sempre será feita apenas sua própria vontade, que há de haver a busca pelo consenso. Quando há negociações produtivas, as soluções acordadas são de soma ampliada, de modo que as partes entendem que conseguiram um resultado melhor do que se o tivessem feito sozinhos.

O curioso é que nesse tipo de relação, não há dois lados, mas apenas um lado vencedor, o que ambos construíram e que, pois, os torna mais confiantes, motivados e comprometidos. Uma relação exige cuidados e muitas vezes eles incluem a abdicação voluntária do Eu para a melhor manutenção do Nós, que poderá ser o melhor a longo prazo. O benefício principal dessa abordagem é que, uma vez visualizados seus efeitos, os indivíduos a percebem como melhor opção e se sentem confiantes para continuar empregando-a, de modo a prolongar os benefícios.

Essa fórmula serve para todo o tipo de relacionamentos, pois se no relacionamento comercial há a troca de bens, nos amorosos e amistosos há a troca de afeto, que também precisa ser bem direcionada. Caso contrário, a relação não será positiva para ambos, de modo que irá de fato se tornar uma relação unilateral, porém onde o lado egoísta/possessivo se beneficiará do passivo/submisso.

COMPETIR OU COOPERAR?

A interação entre dois seres é sempre delicada, porém a abordagem pode ser o ponto determinante do tipo de relação que será estabelecida. Não é incomum nos dias de hoje encontrar pessoas que tentam sobrepujar seu parceiro ao invés de trabalhar em conjunto.

A sociedade atual cobra muito do indivíduo, as pessoas se sentem na obrigação de parecer melhor que todos e isso acaba se estendendo ao seu próprio lar, de modo que muitas vezes a unidade da relação é prejudicada por dois indivíduos tentando superar-se constantemente. É proveitoso que haja o crescimento profissional e emocional dentro do relacionamento, o amadurecimento e estímulo mútuo é imprescindível, porém isso se torna prejudicial no momento em que o sucesso do outro começa a provocar inveja e não mais satisfação.

Questões como quem ganha mais, quem possui melhor cargo, quem é mais sociável, acredito eu, não são relevantes para pessoas que realmente almejam o sucesso do relacionamento. Uma relação envolve duas pessoas que apenas unidas com colaboração poderão alcançar objetivos comuns.

Fontes: Ensinamentos em Shinden; conversas com Shihan Claudio.

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 21 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/relacionamentos-artigos/relacoes-interpessoais-865570.html

    Palavras-chave do artigo:

    relacoes interpessoais

    ,

    competir

    ,

    relacao amorosa

    Comentar sobre o artigo

    Bruno Moraes

    As dissoluções de uniões conjugais aumentaram cerca de 20% nos últimos dez anos no País, o Censo de 2010 divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstra que de 2000 até 2010, o número de pessoas envolvidas em algum tipo de separação passou de 11,9% para 14,6%.

    Por: Bruno Moraesl Relacionamentosl 06/10/2014 lAcessos: 12

    Aprender a desenvolver e manter relações humanas de qualidade superior pode fazer mais por sua vida profissional e pessoal do que, provavelmente, qualquer outro fator em sua vida.

    Por: Ernesto Bergl Relacionamentosl 30/09/2014
    Tiago

    Sorrir um ato leve instantâneo carregado de positividade, transmutador do coração, a grande alegria da vida

    Por: Tiagol Relacionamentosl 16/09/2014
    Tiago

    O poder das palavras inseridas nos meios sociais: culturais,educacionais,filosóficos,religiosos,artístico,etc.

    Por: Tiagol Relacionamentosl 08/09/2014 lAcessos: 12
    Darci Kops

    A hospitalidade como um paradigma capaz de marcar presença em todos os espaços sociais e espaços culturais. A hospitalidade qualifica a relação humana e a convivência social. O exercício e a prática da hospitalidade é desafiador. O test drive, como ferramenta, auxilia na análise, na avaliação a respeito da condução do processo da hospitalidade em espaços plurais.

    Por: Darci Kopsl Relacionamentosl 20/07/2014 lAcessos: 30

    O poder do sorriso na conquista O sorriso encanta e é o ponto de partida para quem quer elevar sua auto-estima. O sorriso atrai milhões de outros sorrisos, porque quando alguém sorri para outra pessoa, transmite a ideia de aceitação, simpatia. O sorriso gera sorrisos porque você atrai o que você transmite. É a lei natural!

    Por: conselheiroamorosol Relacionamentosl 06/06/2014 lAcessos: 17
    solange galeano

    A sociedade contemporânea de consumo e as relações humanas da pós modernidade.

    Por: solange galeanol Relacionamentosl 04/06/2014 lAcessos: 30

    Manter um espaço de trabalho, como um escritório limpo e arrumado é fundamental para passar a imagem de organização profissional.

    Por: Victor Forcinitol Relacionamentosl 27/01/2014 lAcessos: 49

    Desde a década de 90, a inteligência emocional tem sido um assunto de destaque, o que é compreensível em vista da competitividade do mercado profissional e da conseqüente displicência emocional fruto da falta de tempo.

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/08/2011 lAcessos: 103

    As emoções humanas são potencialmente mais complexas que qualquer das mais engendradas máquinas já criadas, pois elas se combinam e geram subespécies, manifestações físicas, sensações subjetivas, uma série de fenômenos complexos e muitos dos quais ainda indecifráveis à medicina moderna.

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 18/08/2011 lAcessos: 334

    Um dos maiores erros que podemos cometer e constantemente cometemos é perceber a vida com o imediatismo do jovem. A vida é um aglomerado interminável de possibilidades, que nos encaminham para o ponto que bem entendermos caso tenhamos a coragem para a escolha e a força de ação.

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 05/07/2011 lAcessos: 105

    Faz parte da essência humana ter sonhos, tanto quanto faz parte desistir deles. A frustração e a determinação caminham lado a lado e por vezes podem chocar-se tão fortemente a ponto de nos derrubar, o importante é nunca permanecer no chão.

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 17/05/2011 lAcessos: 109

    Às vezes estamos tão imersos em nossas atribulações e nas desgraças que todos os dias incansavelmente nos acometem (senão ao vivo, nos jornais e noticiário pelo dia afora), que esquecemos de acalentar nossos corações .......

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajudal 17/05/2011 lAcessos: 133

    A fé toca profundo na alma humana, crer faz parte de nossa existência e muitos eventos às vezes me fazem refletir se não compõe o motivo pelo qual estamos aqui em primeiro lugar.

    Por: Mariana françal Religião & Esoterismo> Religiãol 14/04/2009 lAcessos: 81 lComentário: 1

    Em um país hipócrita, as estatísticas tendem a ser igualmente despretensiosas e imprecisas. Ao tentar parecer melhor para o cenário nacional, mundial e até para se enganar, os números divulgados para o público são muito longe da realidade.

    Por: Mariana françal Educaçãol 14/04/2009 lAcessos: 1,835

    A crença é um sentimento inerente exclusivamente da raça humana, nenhum outro animal é capaz de cultivar ou transmitir tamanha subjetividade. De acordo com a epistemologia, a crença é a parte subjetiva do conhecimento, ou seja, aquilo que se acredita ser verdade mesmo que não haja nenhuma prova que confirme o fato.

    Por: Mariana françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 28/03/2009 lAcessos: 28,105

    Comments on this article

    1
    erika 17/05/2011
    e muito dificio conviver com quem ñ temos intimidade
    -1
    alex 07/01/2011
    o rei foi feito para o trono eo peixe para o mar e eu fui fei to so´para te amar
    2
    Francisco Oliveira 11/11/2010
    Com a supervalorização das funções as relações interpessoais são deixadas de lado e acaba gerando pessoas que preferem viver sozinhas a trabalhar em conjunto com outras pessoas.
    1
    ana carolina 09/09/2010
    realmente é muito dificil presentear um namorado,pois as vezes nao conhecemos as pessoas direito.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast