Amadurecer..

04/01/2010 • Por • 3,857 Acessos

Sinto que algumas pessoas passam pelas nossas vidas apenas para deixarem marcas, mas a força do vento é mais forte, da mesma forma que vêem, elas se vão. Muitas passaram pela minha vida e de todas tentei guardar o melhor, e os defeitos? Prefiro absorvê-los e transformá-los em lições. Prefiro também dizer que nunca tive inimigos, apenas dissabores, e se você souber usá-los positivamente, tornam-se construtivos. O que seria de nós se não fossem as “apunhaladas”? Seríamos fracos e indefesos. Um “tombo” não destrói, ele apenas fortifica a nossa capacidade de evolução, e a vida é assim, quanto mais dissabores, melhor tornam-se os sabores, pois, depois de todo esse caminhar e tombar, nos deparamos com o amadurecimento, e isso chama-se aprendizado.

Muitos carregam no olhar brilho, e outros,  apenas nevoeiro. Bem...creio que me encaixe no meio termo. Vivo de acordo com o que a vida me oferece, e ela tem me oferecido muito. Não falo sobre coisas materiais, mas sim, espirituais, e isso é importantíssimo para a evolução de nossas almas.

Bem, nesse exato momento,  ao tentar passar o meu texto para o site, recebi um aviso, "Seu artigo está muito curto (mínimo de 200 palavras)", e realmente, concordei com eles, pois estava muito curto mesmo, por isso, como estava escrevendo sobre amadurecimento, resolvi escrever um pouco sobre o meu. Vocês devem estar achando estranho uma pessoa se expor dessa tal maneira, mas caso alguns detalhes da minha vida não me fizessem bem, seria a primeira a deixá-los bem guardadinhos no fundo do coração, mas como esse não é o caso, cito alguns sem problema algum.

Sou de uma familia de origem humilde, mas extremamente honesta, com pais e irmãos maravilhosos, mas no decorrer de nossas vidas, assim como toda familia comum, vão acontecendo fatos que nos fazem enxergar a vida por um outro ângulo. O que foi ruim para mim na época, hoje vejo como lição de vida, enfim, meus inimigos foram os meus maiores professores na escola da vida.

Cresci em meio a dificuldades, tive um casamento frustrante, mas que, me rendeu um fruto lindo que hoje é a razão do meu viver, fui traída descaradamente por quatro anos e, não me envergonho em dizer simplesmente pelo fato de que, quem precisaria se envergonhar não sou eu. Tive o meu filho prematuro devido a essa traição descoberta pouco antes dele nascer e devido a isso quase o perdi.  Perdi um irmão lindo e maravilhoso num acidente de carro devido a imprudência de um colega, e outros fatos que acontecem....assim como na vida de todas as familias.  Mas devido a essa série de atropelos, me tornei uma pessoa consciente, mais centrada, evoluída e feliz. Sabem o por que? Porque passar por tudo isso, significa que estou viva, e o fato de viver para mim, é o que mais me importa nesse momento, e os problemas? Esses continuarão acontecendo e, eu tenho certeza que, vou continuar aprendendo e me tornando uma pessoa ainda melhor. Resultado? Eu agradeço a Deus por tudo que ele tem me dado, enfim, pela minha vida.

Vanessa Pena

Perfil do Autor

Vanessa Pena

Sou uma mulher de 31 anos, nasci no dia 29 de abril de 1977, na cidade de São Roque, interior de São Paulo. Trabalho na área Educacional e...