Atos Dos Apóstolos: Primeiras Comunidade

Publicado em: 22/01/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 19,926 |

ATOS DOS APÓSTOLOS: Primeiras Comunidade


A Igreja e os cristãos de hoje se acostumaram a idealizar a primeira comunidade cristã, a partir da afirmação de Atos 2,42-47 e de 4,32-37. Esses, como outros conjuntos de textos são chamados de sumários, pois são uma espécie de síntese do pensamento do autor do texto. Mas antes de analisarmos os sumários, vamos analisar esse “retrato” das comunidades, aparentemente perfeitas


Para entendermos as primeiras comunidades precisamos ler estes dois textos em sintonia com 5,1-11. Somente assim perceberemos a realidade das comunidades: santa, pela utopia da vida solidária, mas pecadora porque o ideal cristão é um caminho a ser trilhado e não um ponto de chegada; uma situação em que as comunidades já houvessem chegado. Permanecia o ideal igualitário ao lado da realidade conflitiva. O trecho de 5,1-11 deve ser lido, portanto em oposição a 4,36-37. dessa forma ambos os textos se explicam e explicam como era a realidade da comunidade.


Além disso o episódio simbólico de Ananias e Safira deve ser lido simultaneamente com 2Sm 6,1-11 e 1Cro 13,1-14. esses textos do Antigo Testamento também mostram que aqueles que não foram capazes de conviver, honestamente, com a comunidade também foram punidos com a morte.


Notemos, ainda que o pecado não é a retenção de parte da venda, mas a mentira que é associada ao “príncipe da mentira”: Satanás, o mesmo que induziu Judas à traição. Não é a retenção de parte do resultado da venda porque a adesão à comunidade e a partilha são opções livres. Da mesma forma que as pessoas eram livres para aderir à comunidade eram livres para entregar a ela seus bens ou parte deles.


Em função disso vale a pena resgatar o outro nome de Satanás: Diabo que significa divisão. O “pecado” da mentira provoca a ação diabólica: a divisão. Da mesma forma que a comunidade dos apóstolos fora dividida com a atitude de Judas, a dos primeiros cristãos fica cindida com a mentida do casal.


O dado histórico que levou algumas das primeiras comunidades a se preocuparem em ter tudo em comum, em se desfazer dos bens foi uma compreensão equivocada a respeito do Breve retorno de Jesus. Pensava-se que seria muito em breve e que, portanto, todos deveriam desfazer-se de tudo que pudesse criar embaraço. Daí o desfazer-se dos bens. Inclusive Paulo precisou ser mais enérgico com algumas comunidades que estavam se acomodando nessa expectativa, deixando de trabalhar para viver às custas da comunidade (ver carta aos Tessalonicenses, 1 Ts 2,9-10; 2 TS 3,6-12). Contrapondo-se a isso é que Paulo sempre fazia questão de viver às custas de seu trabalho, “para não ser pesado a ninguém” como ele afirma em suas cartas.


Como a expectativa da parusia não se cumpriu, buscou-se outra alternativa: a de organizar comunidades com a supervisão de missionários para o anuncio e divulgação da palavra e dos diáconos para o serviço, conforme se lê em At 6,1-6. A igreja começava a se institucionalizar e a ganhar os reais contornos de universalização como pré-anunciada no discurso inicial de Pedro sucedendo ao que propuseram os anjos, dirigindo-se aos “homens da Galiléia” At. 1,11 (estrangeiros em Jerusalém); At 2,14; 2,22; 3,12.


A grande lição, das “primeiras comunidades” ou do “socialismo” dos primeiros cristãos, não é o ponto de chegada, mas o objetivo: não somos assim, mas é assim que queremos ser.


Neri de Paula Carneiro – Mestre em Educação, Filósofo, Teólogo, Historiador.


Leia mais: <http://www.webartigos.com/authors/1189/NERI-P.-CARNEIRO>;<www.brasilescola.com.br>


Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/religiao-artigos/atos-dos-apostolos-primeiras-comunidade-734363.html

    Palavras-chave do artigo:

    biblia

    ,

    estudos biblicos

    ,

    atos dos apostolos

    Comentar sobre o artigo

    O Livro dos Atos dos Apóstolos, ao que parece, foi produzido pela mesma comunidade lucana que produziu o Evangelho de Lucas. Percebe-se isso olhando que os Atos mantém a mesma estrutura e, ao que tudo indica, continua o plano do Evangelho. Como os referimos ao evangelho dizemos ser “de Lucas”, usaremos a mesma denominação, dizendo que seu autor é Lucas – embora sabendo que, provavelmente, a obra tenha sido organizada por uma comunidade... mas essa é outra discussão.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 7,002 lComentário: 3

    Os retratos das comunidades, que muitas vezes são utilizados par mostrar a perfeição da Igreja nascente em oposição aos pecados das nossas comunidades ou igrejas, na realidade são o que chamamos de sumários. Esses conjuntos de textos, pequenos resumos, aparentemente não são obra de Lucas e não faziam parte do texto original. São, sim uma espécie de síntese do que os redatores ou autores do texto pensavam a respeito de como estava organizada a comunidade cristã.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,378

    Algumas particularidades do texto de Atos do Apóstolos nos indicam algumas das principais características do livro: o anúncio do querigma; a ação do Espírito Santo.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,634
    Francisco Amado

    A verdade é que aqueles que adoram gritar de Bíblia em punho, que a reencarnação na tem bases Bíblicas e nem a sobrevivência da alma, na verdade não conhecem uma coisa nem outra.

    Por: Francisco Amadol Religião & Esoterismo> Evangelhol 19/06/2010 lAcessos: 777

    A historicidade da Bíblia é, muitas vezes, colocada como argumento de fé. Muitas vezes a Bíblia é usada de forma definitiva, sem considerar elementos simbólicos e textuais que não podem ser desconsiderados. Se for encarada dessa forma tanto a fé como a razão tem que se submeter a algumas contradições textuais que estão presentes no texto bíblico.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,738 lComentário: 1

    A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la. Seja qual for a sua formação, a mensagem de Deus na Bíblia ‘não é difícil demais para você, nem está longe'. —Deuteronômio 30:11.

    Por: ANTONIO SILVA DAS NEVESl Religião & Esoterismo> Religiãol 01/05/2014 lAcessos: 28

    Segunda parte do estudo, fundamentado na Palavra de Deus, sobre o Dom de Línguas e sua relevância como sinal do Batismo no Espírito Santo.

    Por: Carlos Renatol Religião & Esoterismo> Religiãol 21/05/2014
    Odalberto Domingos Casonatto

    O mês de setembro é dedicado ao estudo de um tema Bíblico pelos católicos. Para este ano o livro de estudo é o evangelho de Lucas. Tem como tema de abordagem: o Brasil na Missão continental. O lema: "Alegrai-vos comigo, encontrei o que estava perdido" (Lc 15). O estudo apresenta elementos introdutórios decisivos para entender o evangelho de Lucas, assim como chaves de leitura. No final resumidamente é apresentado os quatro encontros para serem feitos em círculos bíblicos

    Por: Odalberto Domingos Casonattol Religião & Esoterismo> Evangelhol 12/08/2013 lAcessos: 421
    Francisco Amado

    A conclusão de que as religiões nasceram da mediunidade não é apenas espírita. Depois de todas as conjecturas a respeito da origem das religiões,

    Por: Francisco Amadol Religião & Esoterismo> Evangelhol 28/02/2009 lAcessos: 804 lComentário: 1

    As almas são produtos de duas classes de espíritos, os celestes ou os terrestres. O termo filho do Homem significa alma produto de um espírito pai. O Homem superior produz luz em forma de sabedoria. O homem inferior produz o mal em suas trevas.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 29/01/2015

    As almas são manifestações utilizadas pelos espíritos para poderem manifestar suas inteligências na matéria. Espíritos não se apresentam através de memória no plano terrestre. Isto compete exclusivamente às almas senhoras das lembranças. Esta proposição recebe confirmações em inúmeros textos bíblicos.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 28/01/2015

    Porque devemos entender que os espíritos devem possuir algum tipo de corpo seja sútil ou denso? Os ciclos de entendimento determinam periodicamente o raciocínio com profundidade.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2015
    JORGE FLOQUET

    Para tudo! Essa foi a solicitação que recebi para escrever sobre premonição. Então perguntei: posso pelo menos jantar, após uma jornada de trabalho? Não! Foi a resposta. Mas, como assim? Sim, pode! Mas seja rápido, pois não tenho muito tempo para lhe passar uma informação. Após, esse tempo e sem a higienização de um final de jornada veio a afirmativa. A humanidade passará por uma das maiores privações nos próximos meses!

    Por: JORGE FLOQUETl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2015

    O que entendemos e o que se entende por Espírito? Segundo os teólogos e as grandes religiões, espírito é pela sua essência espiritual, um ser indefinido, abstrato, que não pode ter ação direta sobre a matéria, sendo-lhe indispensável um intermediário que é o envoltório fluídico, o qual, de certo modo; faz parte integrante dele. O que caracteriza essencialmente o espírito é a consciência, isto é, o eu, mediante o qual ele se distingue do que não está nele,...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 16/01/2015

    Os cientistas estudam há anos a formação do mundo, a origem do universo e como surgiu a vida na Terra. Temos a informar que segundo nossos estudos e conhecimentos viviam na Terra, seres estranhos, que mais se pareciam com macacos do que Homens, de modo que os estudiosos os chamam homens-macacos.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 16/01/2015 lAcessos: 13

    A benevolência para com os semelhantes, fruto do amor ao próximo, produz a afabilidade e a doçura, que lhe são a manifestação. A dor é uma bênção que de Deus envia aos seus eleitos, não vos aflijais, pois, quando sofrerdes, mas bendizei, ao contrário, o Deus todo-poderoso que vos marcou pela dor neste mundo para a glória do céu. Tudo se resume em paciência e doçura, dois atributos que todo ser humano poderá enfrentar no orbe em que vivemos. Por incrível que pareça os dicionários quando se ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 15/01/2015

    Ao iniciarmos esse artigo queremos definir o que seja religião. Uma palavra de derivação latina (religione) refere-se à crença na existência de uma força ou forças sobrenaturais, considerada(s) como criadora(s) do Universo, e que como tal deve(m) ser adorada(s) e obedecida(s). A manifestação de tal crença por meio de doutrina e ritual próprios, que envolvem, em geral, preceitos éticos. Virtude do homem que presta a Deus o culto que lhe é devido.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 13/01/2015

    Sugestões com técnicas de estudo e leitura. Texto destinado a estudantes do ensino médio. pode ser aproveitado por todo leitor

    Por: NERI P. CARNEIROl Educação> Ciêncial 10/08/2014 lAcessos: 23

    A III Conferencia Nacional da Cultura nos propõe algumas reflexões não só sobre cultura, mas principalmente sobre o direito à cultura

    Por: NERI P. CARNEIROl Educaçãol 07/07/2013 lAcessos: 47

    Percebeste o crescimento da violência em nossa sociedade? para minimizar a violência nos tornamos mais violentos. Isso não é novo, apenas evidencia uma característica do ser humano: a crueldade que produz violência. Produz situações de maldade e age violentamente de forma intencional. Não falo apenas pelo que fazem os bandidos, mas também a partir dos tiros da polícia, institucionalisando a violência. Maquiavel e Nietzsche, comentam isso.

    Por: NERI P. CARNEIROl Educaçãol 12/10/2009 lAcessos: 464

    Faço aqui um manifesto ecológico em favor das sacolas de plástico. E não estou louco – a não ser de ira contra os aproveitadores!!! Um equívoco está se alastrando: a necessidade de por fim às sacolas plásticas, no comércio. Isso é engodo em nome do lucro.

    Por: NERI P. CARNEIROl Educaçãol 09/10/2009 lAcessos: 722 lComentário: 1

    Para nós que as enfrentamos ou sofremos suas conseqüências, as crises, catástrofes, cataclismos, tragédias, ou grandes acidentes – depende de como as queiramos denominar – não são bem vindas. Mas as tragédias são o prato principal, do qual se nutre a imprensa e são esperadas ou buscadas – ou fabricadas – para deleite do sensacionalismo, principalmente televisivo. Exemplo típico está ocorrendo agora.

    Por: NERI P. CARNEIROl Educação> Ciêncial 11/05/2009 lAcessos: 394

    No livro de Atos dos Apóstolos encontramos uma das passagens mais controvertidas, discutidas e, ao mesmo tempo, belas, do Novo testamento. Trata-se At, 2,1-11 que se popularizou como fundamentação para a festa do Pentecostes.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,111 lComentário: 2

    Em se tratando de estudos bíblicos nem tudo são certezas e unanimidade. Existem contradições em relação às opiniões e conclusões. Uma delas é em relação a Lucas e à autoria do evangelho de Lucas e os Atos dos Apóstolos. A tradição cristã atribui tanto o texto do quarto Evangelho como o de Atos dos Apóstolos a Lucas, médico mencionado por Paulo em 2Tm 4,11; Cl 4,14 e Fm 24. Alguns autores, entretanto, preferem dizer que ambos são personagens distintos

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 4,251

    A historicidade da Bíblia é, muitas vezes, colocada como argumento de fé. Muitas vezes a Bíblia é usada de forma definitiva, sem considerar elementos simbólicos e textuais que não podem ser desconsiderados. Se for encarada dessa forma tanto a fé como a razão tem que se submeter a algumas contradições textuais que estão presentes no texto bíblico.

    Por: NERI P. CARNEIROl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/01/2009 lAcessos: 1,738 lComentário: 1

    Comments on this article

    1
    lenga 19/10/2010
    Penso que Pedro mandou matar Ananias e Safira,pois a situação era muito cofortavel pra ele,pois n poderia correr o risco de perder o poder de influencia sobre a comunidade,a morte do casal foi simplesmente uma demonstração de como qualquer ser humano,esta sujeito a ser dominado pelo poder e pela ganancia economica.Onde que o Espirito Santo usaria um método tão cruel como esse pra disciplinar,ja pensou se isso fosse aplicado na atualidade,Pedro pisou na bola e ainda usou o nome do Espirito Santo pra se justificar,fazer o que né ,isso nos da uma idéia o quanto Deus tem que interomper muito lideres em suas caminhadas,pois os mesmo muitas vezes perdem a visão do verdadeiro proposito estabelecido por Ele.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast