Determinação: Um Ensinamento Bíblico Que Vai Mudar A Sua Vida

06/03/2008 • Por • 313,037 Acessos

Escutamos diversas vezes coisas do gênero “sou bom, faço o bem, ando corretamente, mas levo esta vida complicada” e o pior é que muitos respondem “essa é a vontade de Deus...”, mas será que Deus nos quer doentes, tristes, derrotados, na miséria?? Será que um pai quer isto para o seu filho?? Jesus disse em Mateus 7:11 que não: “Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?.”

Muita gente boa, sincera e honesta está sofrendo porque está lhe faltando é o entendimento prático da palavra de Deus (“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” Oséias 4:6).

O Evangelho encerra o poder de Deus e por isso não pode ser igualado às religiões porque é o poder de Deus em ação, curando, libertando, prosperando, dando felicidade plena e verdadeira a todas as pessoas, quer ela seja deste ou daquele credo religioso, ou isento de qualquer vínculo religioso.

Jesus Cristo, a Palavra de Deus, é superior a qualquer uma das religiões instituídas pelos homens.

O Evangelho serve para nos levantar e revestir-nos de santidade, através do conhecimento daquilo que todos nós já somos e já temos há mais de 2.000 anos através de Jesus Cristo.

O que é a determinação?

Ela está descrita em João 14:13, na seguinte promessa do Senhor Jesus: “E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho”. Segundo os estudiosos do idioma grego, a palavra “pedirdes” está mal traduzida, deveria ter sido empregado o termo “determinardes”.

Determinar é fixar, definir, estabelecer, ordenar, decretar, decidir uma situação desfavorável que você quer dar cabo.

Determinar é exigir de quem ?

Obviamente que não é de Deus, porque Ele já nos deu tudo o que diz respeito à vida e à piedade. Tudo já é nosso. E o desejo mais profundo do Pai e que nos saiamos bem em todas as áreas de nossas vidas.

Se você pede a cura a Deus está, no mínimo, 2008 anos atrasado, porque Jesus já levou na cruz do Calvário todas as nossas doenças e dores. O mesmo ocorre quando você fica pedindo a prosperidade, paz, equilíbrio familiar e sentimental, etc...TUDO ISTO, E MUITO MAIS, JESUS JÁ NOS CONCEDEU !

Portanto, determinar não é ordenar nada a Deus, porque Ele é o Senhor e já nos deu tudo, mas é exigir que o diabo tire de nós suas garras e desapareça de nossa vida, de nosso dinheiro, da nossa família, em O nome de Jesus!

A palavra que o diabo não tem nada de bom para nos dar, tampouco é nosso amigo, ele só vem para matar, roubar e destruir (João 10:10). Onde houver algum problema, pode existir uma ação maligna.

Para praticar a palavra de Deus e expulsar o mal é preciso dar a ordem em O nome de Jesus.

O nome de Jesus é o nome que é sobre todo e qualquer nome que há. “Mas (Jesus) esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.” Filipenses 2:7 a 11.

O próprio Senhor Jesus nos deu o exemplo determinando a cura da sogra de Pedro. “Ora, levantando-se Jesus da sinagoga, entrou em casa de Simão; e a sogra de Simão estava enferma com muita febre, e rogaram-lhe por ela. E, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e esta a deixou. E ela, levantando-se logo, servia-os.” Marcos 1:29 a 31. Observe que nesta passagem Jesus dá uma bronca na febre (naquele mal que a afligia) e esta abandona a mulher. Logo após ela se levanta e segue vida normal.


Será que nós podemos fazer o mesmo que Jesus fazia?

Definitivamente sim: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.” João 14:12

Determinar é ordenar ao mal que o está afligindo que saia da sua vida, em O nome de Jesus.

Quando agimos assim, descobrimos que esse é o modo eficaz de fazer o inimigo obedecer-nos e sair com o seu mal.

Quando ordenamos a saída do mal que nos está incomodando em O nome de Jesus, o poder de Deus entra em ação, realizamos aquilo que desejamos.

A determinação coloca o poder de Deus em ação, liquidando todo o incômodo de vem nos afligindo.

Parece simples e realmente é: ao agirmos por este método indicado na Palavra de Deus, não estamos somente obedecendo ao Senhor, mas também aprendemos, na prática, que essa estratégia realmente funciona.

Ao determinar você realiza a obra de Deus.

Agora que você sabe que é você quem determina, quem fixa os limites, quem diz o que terá ou não, pare de orar chorando, de se lamentar, suplicando que Deus, na Sua bondade, lembre-se de você.
Comece a se alegrar na presença do Altíssimo. Ore, sim, não para mendigar a bênção, mas para agradecer por ela, para dizer ao Senhor quão feliz você se encontra ao saber que tudo o que você determinar Ele mesmo fará por você.
Agora é como se Deus estivesse lhe mostrando as suas reais possibilidades nEle. É exatamente isto que Ele está fazendo. Você é de Deus, recriado em Cristo Jesus para o sucesso, para uma vida plena, para determinar o que quiser e vencer.
Confesse: Posso todas as coisas naquele que me fortalece (Fp 4.13). (*)

Determinar é um desafio para quem crê.

Se você determinar em o Nome de Jesus, você pode estar certo de que a sua ordem não falhará. As palavras de Jesus não poderão passar, ainda que o céu e a terra passem. Veja Mateus 24.35.
Quando agimos sobre a Palavra de Jesus, podemos ter certeza da vitória.
Por mais difícil e desanimadora que a situação possa parecer, usemos a nossa fé e soltemos a declaração do que cremos, determinando o que quisermos. Após termos determinado, podemos descansar, mesmo que os sintomas permaneçam e tudo pareça atestar que não conseguiremos. (*)

Um outro exemplo de pessoa que determinou

Na Bíblia encontramos inúmeros exemplos de pessoas que determinaram, se bem que talvez pouco conhecessem este termo, e foram bem sucedidas. Podemos destacar o caso do apóstolo Paulo na cidade de Listra: E estava assentado em Listra certo varão leso dos pés, coxo desde o ventre de sua mãe, o qual nunca tinha andado. Este ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos, e vendo que tinha fé para ser curado. Disse em voz alta: Levanta-te direito sobre teus pés. E ele saltou e andou (At 14.8-10).
Como podemos observar, Paulo não orou para que este cidadão fosse curado. Ele determinou a sua cura. (*)

Não perca mais tempo: de nada adianta crer em Jesus, conhecer a Palavra e não colocar a sua fé em ação.

Determine e vença!

São os meus votos.

Em Nome de Jesus.

Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini
E-mail: mogazzar@hotmail.com

(*) Fonte: Curso Fé – lição nº 1 – Determinação – site: http://www.ongrace.com/cursofe/index.php

Visite artigos sobre a caminhada com Deus em:
http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/categories (selecione: desenvolvimento pessoal, estudos bíblicos ou religião)
http://www.artigonal.com (selecione: religião)
http://www.uol.com.br/bemzen (selecione: religião)

"Jesus Cristo é o Senhor"

Perfil do Autor

MONICA GAZZARRINI

renascida em Cristo, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especilista em marketing.