O apóstolo Tomé

Publicado em: 28/05/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 691 |

                  Tomé – o apóstulo faminto

 

Tomé era israelita de nascimento, carpinteiro por profissão, magro e desconfiado e esfomeado por tradição. Como não estava nem aí (nem aqui... ) quando  disseram que Jesus reapareceu aos discípulos, Tomé quis ver para crer, como São Tomé. Pediu provas irrefutáveis para acreditar na ressurreição do Mestre e que providenciassem uns óculos mais fortes (ver para crer) por que os seus estavam fracos. Jesus, que não era bobo nem nada, com uns gestos rápidos de mão, num passe de mágica, como por milagre, do nada materializou uns óculos e pediu-lhe que tocasse suas chagas, mesmo sem luvas de borracha!

Foi Tomé que perguntou a Jesus, durante a Última Ceia: o que teremos de entrada?  E qual caminho que conduz ao Pai e a um restaurante baratinho? Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho de um restaurante não muito caro na sua ausencia?

Ao que disse Jesus:

"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, mas nada sei sobre restaurantes. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim  e pede para rangar. Diga-se de passagem que o Mestre não conhecia o jeito entrão do presidente Lula....".

Tomé, de temperamento audacioso, cheio de generosidade e de fome, professou que se Jesus era realmente Deus e Senhor devia conhecer pelo menos um guia de bares e restaurantes e anotou o nome de uma pensão baratinha que ouviu alguém por misericórdia falar. Ausente na primeira aparição, duvidou que Jesus tinha voltado sem saber nada sobre restaurantes.

Oito dias depois – fome aumentando - achavam-se os discípulos novamente famintos dentro de uma casa - ávidos por alimento espiritual e físico, principalmente físico e com um molho ao ponto, quando Jesus veio se esgueirando por entre as paredes (as portas estavam fechadas) pôs-se no meio deles e disse: "A paz esteja convosco!" E, olhando para o esfomeado discípulo falou:

"Põe teu dedo aqui e vê minhas mãos! Estende tua mão e põe-na aqui, mesmo sem luvas de borracha,  e não sejas incrédulo, mas crê!" Tomé incrédulo e já quase sem forças devido a fome respondeu: "Meu Senhor é meu Deus e meu garçom, um prato de comida pelo menos! (pasmem.... falou em português)", tornando-se assim, o primeiro dos apóstolos a se dirigir a Jesus nestes termos. Ninguém até aquele momento, nem mesmo Pedro e João, havia pronunciado a palavra "Deus" e "fome" dirigindo-se a Jesus assim com tanta intimidade, até porque eles falavam aramaico e não português.

Tomé era o quarto apóstolo em magreza, o terceiro em idade depois de Pedro, mas, ao contrário deste, tinha lá seus envolvimentos com mulheres, mesmo sem ser casado, assim como Bartolomeu, André, Simão, Judas e o próprio Jesus que era visto sempre com Madalena após o sol se por.  Segundo as partituras, a música " o ma , o mada, o madalena... "  já era entoada por Jesus àquela época e segundo as escrituras, foi em resposta a Tomé que Jesus introduziu o mistério trinitário: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida (café, leite e pão com manteiga).Ninguém vai ao Pai e a restaurante senão por mim  – novamente esqueceu-se de citar a possibilidade de usar o Lula... . Se vocês me conhecem, conhecerão também meu Pai."

Essa afirmação é um tanto obscura e espantosa por que não consta que o Pai e Jesus sejam minimamente parecidos.

Tomé incitou os discípulos a seguir Jesus e a morrer, mas não de fome, com ele na Judéia dizendo a eles:
Vamos também nós, vamos segui-lo, mas de barriga cheia, Poderemos morrer com ele,  mas não de fome. Antes vamos rangar!

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/religiao-artigos/o-apostolo-tome-2487382.html

    Palavras-chave do artigo:

    tome

    ,

    jesus

    ,

    madalena

    Comentar sobre o artigo

    Edjar Dias de Vasconcelos

    Tudo indica que Jesus tenha escrito o seu Evangelho, acredito nessa possibilidade, as provas são evidentes, mas o referido Evangelho, quando traduzido, não pode ser publicado como se fosse escrito por Ele.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 07/07/2012 lAcessos: 302
    Ivan Guedes

    Foram as mulheres que estiveram ao lado de Jesus até seus últimos momentos e também foram elas as privilegiadas em vê-lo ressurreto antes de quaisquer outros, até mesmo de seus discípulos mais chegados.

    Por: Ivan Guedesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 23/10/2010 lAcessos: 209
    Ivan Guedes

    Os três primeiros evangelhos recebem a denominação de "sinóticos" pois compartilham muito material em comum e muitas vezes acompanham a mesma "ordem" deste material. O quarto evangelho, escrito por João, trás muito material não encontrado nos três primeiros o que enriquece muito as narrativas bíblicas e preenche muitas lacunas deixadas pelos três primeiros.

    Por: Ivan Guedesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 17/08/2011 lAcessos: 206

    Como os SEGUIDORES de JESUS devem ser chamados ? de CATOLICOS , PROTESTANTES , EVANGELICOS ? ETC. .JESUS quer que sejamos CRENTES .

    Por: Julio Nerisl Religião & Esoterismo> Evangelhol 18/08/2013 lAcessos: 32

    Ganha mais quem corrige suas deficiências do que quem se sobressai sem merecer. Se você carrega dores e mágoas ou não consegue o progresso, a paz, e a felicidade, promova um encontro com o Mestre. Sempre fazemos essas inserções, visto que não se consegue a felicidade sem a presença de uma força divinal. A paz, a saúde e prazer são nuanças importantes para o ser hominal. O povo judeu tinha na esterilidade algo de vergonhoso.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Educação> Ciêncial 01/04/2012 lAcessos: 64
    JOSÉ VALDIR EMÍLIO

    A ressurreição de Jesus é tida como a verdade central da fé Cristã, sem a fé se torna difícil crer na ressurreição, mas para os cristãos é incontestável que Jesus não tenha ressuscitado dos mortos ao terceiro dia, as Escrituras nos confirmam que Jesus ressuscitou dos mortos.

    Por: JOSÉ VALDIR EMÍLIOl Religião & Esoterismo> Religiãol 29/05/2012 lAcessos: 78

    Maria de Magdala segundo os exegetas teve muita influência na vida de Jesus. Nem tudo na vida do Mestre Jesus é do conhecimento da humanidade, mesmo dos mais experientes exegetas. O Local exato onde Jesus viveu do início da adolescência até deixar a Galiléia para ser batizado no rio Jordão é um completo mistério. Lucas situa seu batismo no 15º ano do reinado do imperador Tibério, o que daria 28 ou 29 d.C. -, acrescentando que ele contava cerca de trinta anos nessa época.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/08/2012 lAcessos: 43

    Quando crianças, fomos incentivados por nossas famílias a seguir a crença deles. Somos oriundos de uma família católica e nossa participação desde pequeninos, fazia parte de um ritual traçado pela família. Estudamos catecismo, pertencíamos às cruzadinhas e assistíamos as missas todos os domingos pela manhã. Participávamos de atividades recreativas, incluindo o esporte e até sessões de cinema. A confissão era obrigatória e a penitência era rezar por muito tempo orações repetitivas, que no meu pen

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/08/2012 lAcessos: 204
    Escritorcampos

    Dedicamos este livro, ao qual não podemos nem sequer chamá-lo de singelo, já que o dedicamos ao Maior, a Deus o grande Pai amorável, que nos enviou o seu Unigênito Filho Jesus, para nos dar a sua vida, para que tenhamos a maior de todas as riquezas o: Amor! "Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei." - JESUS

    Por: Escritorcamposl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 04/05/2010 lAcessos: 1,078

    Um entendimento sobre características mundanas que determinam a personalidade de um deus Nefando, oposto ao Inefável Numinoso que é impossível de ser caracterizado por mentes ausentes da luz inumana.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 25/09/2014

    Receba conselhos para uma vida de sabedoria e vitória, cresça espiritualmente na presença de Deus e seja uma bençao para muitas pessoas!

    Por: Paulo Cicero Marculinol Religião & Esoterismo> Religiãol 19/09/2014
    radimel alonso favacho

    A observação e prática dos mandamentos bíblicos na torah, mais especificamente os seiscentos e treze dados por Deus a Moisés. Pôr de forma fulgente o entendimento que o contexto deixa, infelizmente, não de forma nítida a todos os leitores, a saber, dos mais simplórios aos mais doutos o que não o próprio Deus, mas Jesus Cristo quis transmitir ao jovem rico, encontrado no evangelho de Mateus 19:16 a 20¹

    Por: radimel alonso favachol Religião & Esoterismo> Religiãol 19/09/2014

    A vontade é algo que antecipa os pensamentos humanos. A vontade se origina na alma que é a mente externa e superior. Esta vontade superior nos textos, designada também como a vontade de deus, comprovam esta proposição.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 16/09/2014 lAcessos: 13
    Edison Candido Gonçalves

    As interpretações bíblicas servem tanto para o bem como para o mal. Seus textos contém mensagens maravilhosas como também relatos sangrentos, traições, adultérios, incestos e outras barbaridades. Será realmente a bíblia a palavra de Deus?

    Por: Edison Candido Gonçalvesl Religião & Esoterismo> Religiãol 12/09/2014 lAcessos: 12

    A religião reúne o maior número de hipócritas e ignorantes da face da Terra e sendo ignorante também, pretendo neste texto abordar sobre religião.

    Por: EdeNickl Religião & Esoterismo> Religiãol 01/09/2014
    Flávio Oliveira

    Instituições religiosas que mantem atividades de assistência ao próximo no campo da educação, saúde e atividades previstas na constituição como de manutenção a vida podem optar por solicitar títulos de reconhecimento público, levando em consideração suas exigências e sua estrutura interna.

    Por: Flávio Oliveiral Religião & Esoterismo> Religiãol 01/08/2014

    A Letra Viva, é uma ótica colocado sobre os textos, que nos faz crer na possibilidade de que os mesmos tenham sido escritos utilizando-a, o que coloca o real entendimento diametramente oposto ao entendimento causado pela letra morta, ou interpretação ao pé da letra.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 01/08/2014 lAcessos: 17
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Texto denúncia, recebido por e-mail sobre a ação do PT e da PETRALHADA. Imperdível. Divulgue, pense no Brasil.

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 24/09/2014
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Uma obra de arte que não provoca emoção, sentimentos prazerosos, é apenas obra. A arte experimental, para mim, circunda este campo. Qual é o problema de não ser original, de repetir o que já foi feito, se esta "repetição" agrada aos sentidos e suscita prazer? Venha participar dessa discussão no curso BEATLES - HISTÓRIA ARTE E LEGADO - início em abril /2014 CCE PUC-Rj

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Press Releasel 26/02/2014 lAcessos: 12
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Depois de muita pesquisa compartilho com os leitores a colocação de um vídeo do youtube num blog/site. Não é difícil, apenas basta saber fazer..... Divulgação na net é uma coisa que deve ser bem planejada e executada

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Internetl 26/08/2011 lAcessos: 70
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Cena inusitada num balcão de bar e duas considerações sobre tudo e nada feitas em uma das mesas

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Notícias & Sociedade> Cotidianol 26/08/2011 lAcessos: 34
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Este texto, produto de vivência e reflexão, é uma mensagem sem nenhum propósito em baixo dos panos para os jovens moços. É apenas uma colaboração e uma forma de agradecer a vida o fato de eu ter chegado a maturidade sem ser maculado pelas consequencias do jogo dos sete erros.

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Relacionamentos> Relações Amorosasl 26/08/2011 lAcessos: 187
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Considerações comparativas sobre cidades que tem ou deviam ter o "Brand" explorado

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Arte& Entretenimento> Músical 26/08/2011 lAcessos: 67
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    A critica da crítica. Quando falamos que algo é bom, tem qualidade, falamos em nome de quem? De Deus? Será? Um pouco de humildade não é ruim, até ajuda

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 01/04/2011 lAcessos: 65
    Luiz Otavio D. Pinheiro

    Considerações sobre a questão de escrever, vista sob o ponto de vista do purista com a lingua escrita.

    Por: Luiz Otavio D. Pinheirol Literatura> Crônicasl 12/01/2011 lAcessos: 91
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast