O Sinédrio E Os Sacerdotes

Publicado em: 04/02/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 4,749 |

O SINÉDRIO E OS SACERDOTES

O sinédrio (Sanhedrim) era a corte Suprema da lei judaica e tinha a missão de administrar justiça, aplicando e interpretando o Tora (Lei de Moisés) tanto oral como escrita. Exercia a representação do povo judeu perante a autoridade romana.

         Segundo consta da tradição antiga- possuía 71 membros, herdeiros segundo se supunha das tarefas pelos 70 anciãos que ajudavam a Moisés na administração da justiça. Integrava representantes da nobreza sacerdotal e das famílias mais notáveis.

         O sinédrio vivia em constantes atritos com os imperadores romanos e com isto perdeu muito do seu poder.

         Na época dos governadores romanos, inclusive na de Pôncio Pilatos, o sinédrio voltou novamente as suas funções judiciais em processos civis e penais, dentro da Judéia. Nesse momento, suas relações com a administração romana eram muito tensas e o relativo âmbito da autonomia que lhe foi outorgado estava em consonância com a política romana nos territórios conquistados.

         O sinédrio, portanto, embora pudesse julgar as causa que lhes eram próprias, não podia condenar ninguém a morte. Somente o governador poderia ditar a pena capital, uma vez que era autorizado pelo Imperador para assinar tal sentença.

         O julgamento de Jesus sob os aspectos jurídicos, religioso e moral foi uma verdadeira farsa. Segundo o historiador judeu Flávio Josefo, havia interesse político em relação ao império romano. Pretendia-se a manutenção de privilégios para a classe sacerdotal dominante.

         Quando do julgamento de Jesus, o sinédrio era composto de:

         a)representantes da aristocracia sacerdotal com mentalidade saducéia, eram os sumos sacerdotes do Templo;

         b)representantes de famílias leigas influentes;

         c)grupo de fariseus, os que influenciavam nas decisões.

         O sinédrio tinha autoridade para assuntos profanos e religiosos. A condenação à morte exigia o voto de 23 juízes. O conselho só poderia condenar alguém à morte com ordens de Roma.

         Anás foi o principal interessado na morte de Jesus. Era sumo sacerdote desde o ano VI d.C., e um experiente estrategista. Como era rico, nomeou 5 filhos como sumo sacerdotes e havia muitos outros parentes nomeados nos diversos departamentos do Templo. Provavelmente recebia caixinhas sobre venda de animais no Templo para sacrifício.

         Como se sabe, a principal causa da morte de Jesus foi a inveja que ele causou nos sumos sacerdotes. O seu rebanho estava crescendo muito e o dos sumos sacerdotes diminuindo sempre. Com a expulsão dos vendilhões do Templo, as coisas pioraram, pois é quase certo que os sumos sacerdotes recebiam altas comissões por estas vendas, a chamada propina de hoje. E no Templo se vendia de tudo. Na verdade o Templo enricou muita gente podre daquela época.

         Caifás era sacerdote dependente, por isto que Jesus foi levado primeiro a presença de Anás que era o presidente de honra do Conselho. Só depois Anás devolve Jesus a Caifás.

         O livro “José de Arimatéia” de José Carlos Leal narra muito bem os interesses dos sumos sacerdotes daquela época.  Arimatéia era um dos membros do Sinédrio e nos diz que Caifás estava muito preocupado que a ação de Jesus se alastrasse. Dizia ele que Jesus tinha mais de 200 seguidores entre eles: zelotes, sicários e loucos exaltados, fora o grupo escolhido por Jesus.

         Caifás tinha medo de Tibério e numa passagem do livro diz: “Você sabe muito bem, quem é o novo senhor de Roma: aquela serpente chamada Tibério, aquele velho lascivo e porco. Como todos os romanos, ele nos detesta. Acredito que ele esteja à espera de um simples pretexto, por menor que seja, para nos esmagar, e esse pretexto pode vir de Jesus e de seus seguidores. Temos, portanto, que prender Jesus, antes que a situação fuja de nosso controle” – Dizendo a Nicodemos.

         Jesus seria preso e julgado por Magia, desrespeito a Lei de Moisés, blasfêmia.

         Entre os membros do Sinédrio, os que estavam a favor de Jesus eram apenas José de Arimatéia, Eliazar e Gamaliel.

         Feita uma votação entre os sumo sacerdotes, a proposta de Caifás ganhou largamente. Jesus seria preso e para prendê-lo nada mais do que chamar Judas que estava decepcionado com a atuação de Jesus.  Judas queria que Jesus se mostrasse poderoso, pois segundo ele, os reis são poderosos, mas Jesus se mostrou um humilde prestador de serviços ao povo. Por isto havia procurado Caifás várias vezes sem nada conseguir. Seria a oportunidade única.

         Tudo resolvido, o convite foi aceite e Judas foi tapeado por 30 moedas a entregar Jesus. Jamais Judas imaginava que estava entregando Jesus a condenação.

         E assim o Sinédrio cometeu seu maior erro, dos muitos e muitos que cometera enquanto permaneceu com este poder nas mãos.

 

 

 

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/religiao-artigos/o-sinedrio-e-os-sacerdotes-1822273.html

    Palavras-chave do artigo:

    sinedrio

    Comentar sobre o artigo

    MONICA GAZZARRINI

    No livro bíblico de Atos dos Apóstolos, capítulo 4, vemos o pedido que João fez perante o Sinédrio.

    Por: MONICA GAZZARRINIl Religião & Esoterismo> Evangelhol 10/12/2011 lAcessos: 53
    Ivan Guedes

    Qual o contexto religioso nos dias de Jesus e qual a importância disto na expansão do Evangelho?

    Por: Ivan Guedesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 23/10/2010 lAcessos: 293

    O que sabemos sobre José de Arimatéia? Na verdade pouca coisa. Aqui segue um pequeno resumo de sua vida.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Evangelhol 26/02/2010 lAcessos: 4,057 lComentário: 2
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Sabia se que seu nome denominado de José, entretanto, Arimateia referia-se a cidade na qual ele nasceu. O que se conhece pela antiga historiografia. Arimateia era uma cidade relativamente próspera para época da região da Judeia.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Ensino Superiorl 10/04/2013 lAcessos: 34

    Como sempre acontece, lá estava eu trabalhando tranquilamente quando fui atrapalhado por mais um daqueles pensamentos inusitado. Desta vez pensei em como seria se Jesus Cristo retornasse a Terra e fizesse tudo novamente. Como ele reagiria ao ver o mundo assim? Provavelmente falaria algo sobre a forma como os representantes da Igreja Católica agem e ensinam o evangelho. Eu imagino que faria como naquela época. Questionaria a religião, a tradição e o modo de vida das pessoas.

    Por: Psidium Guajaval Literatura> Crônicasl 17/02/2011 lAcessos: 103

    Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa.

    Por: alan fabianol Religião & Esoterismo> Evangelhol 14/02/2011 lAcessos: 150
    WAGNER PEREIRA E LIZE

    A VOZ DE DEUS NO INTIMO 12/12/09 09: h12 da manhã - ele tem me falado muito nesses últimos dias de como cada filho de Deus pode ser guiado e dirigido por sua voz. A oração em línguas seguido da interpretação pessoal pode trazer profundas revelações em sua vida particular.

    Por: WAGNER PEREIRA E LIZEl Religião & Esoterismo> Evangelhol 14/07/2010 lAcessos: 313 lComentário: 1

    PAULO tinha uma FRAQUEZA , o ORGULHO , DEUS lhe deu um ESPINHO na CARNE , DEUS quer lidar com nossas fraquezas tambem , qual e a sua fraqueza ?

    Por: Julio Nerisl Religião & Esoterismo> Evangelhol 28/07/2013 lAcessos: 31
    WAGNER PEREIRA E LIZE

    Dia após dia, a consciência lhe dava Instruções de como proceder. "... Tenho cumprido meu dever ..." v.1 A frase citada acima, nos dá um modelo da vida de Paulo. • Há um dever a ser um cumprido. (Plano) • A consciência o leva a Cumprir o plano. (DIREÇÃO TESTEMUNHO INTERIOR). • Até o dia de hoje. (DO PRINCÍPIO AO FIM DO CHAMADO). A VOZ DO HOMEM INTERIOR.

    Por: WAGNER PEREIRA E LIZEl Religião & Esoterismo> Evangelhol 22/07/2010 lAcessos: 157

    Um entendimento sobre características mundanas que determinam a personalidade de um deus Nefando, oposto ao Inefável Numinoso que é impossível de ser caracterizado por mentes ausentes da luz inumana.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 25/09/2014

    Receba conselhos para uma vida de sabedoria e vitória, cresça espiritualmente na presença de Deus e seja uma bençao para muitas pessoas!

    Por: Paulo Cicero Marculinol Religião & Esoterismo> Religiãol 19/09/2014
    radimel alonso favacho

    A observação e prática dos mandamentos bíblicos na torah, mais especificamente os seiscentos e treze dados por Deus a Moisés. Pôr de forma fulgente o entendimento que o contexto deixa, infelizmente, não de forma nítida a todos os leitores, a saber, dos mais simplórios aos mais doutos o que não o próprio Deus, mas Jesus Cristo quis transmitir ao jovem rico, encontrado no evangelho de Mateus 19:16 a 20¹

    Por: radimel alonso favachol Religião & Esoterismo> Religiãol 19/09/2014

    A vontade é algo que antecipa os pensamentos humanos. A vontade se origina na alma que é a mente externa e superior. Esta vontade superior nos textos, designada também como a vontade de deus, comprovam esta proposição.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 16/09/2014 lAcessos: 13
    Edison Candido Gonçalves

    As interpretações bíblicas servem tanto para o bem como para o mal. Seus textos contém mensagens maravilhosas como também relatos sangrentos, traições, adultérios, incestos e outras barbaridades. Será realmente a bíblia a palavra de Deus?

    Por: Edison Candido Gonçalvesl Religião & Esoterismo> Religiãol 12/09/2014 lAcessos: 12

    A religião reúne o maior número de hipócritas e ignorantes da face da Terra e sendo ignorante também, pretendo neste texto abordar sobre religião.

    Por: EdeNickl Religião & Esoterismo> Religiãol 01/09/2014
    Flávio Oliveira

    Instituições religiosas que mantem atividades de assistência ao próximo no campo da educação, saúde e atividades previstas na constituição como de manutenção a vida podem optar por solicitar títulos de reconhecimento público, levando em consideração suas exigências e sua estrutura interna.

    Por: Flávio Oliveiral Religião & Esoterismo> Religiãol 01/08/2014

    A Letra Viva, é uma ótica colocado sobre os textos, que nos faz crer na possibilidade de que os mesmos tenham sido escritos utilizando-a, o que coloca o real entendimento diametramente oposto ao entendimento causado pela letra morta, ou interpretação ao pé da letra.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Religiãol 01/08/2014 lAcessos: 17

    O que é que os espíritos abnegados fazem no mundo espiritual? Quais são os tipos de trabalhos realizados em cima de cada centro? Aqui temos uma pequena noção do que os espíritos fazem.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 27/04/2014 lAcessos: 24

    As causas principais para as mortes prematuras dos bebês. Aqui temos algumas informações importantes e as causas principais.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 21/04/2014 lAcessos: 27

    Falta de estudos, falta de informações, analfabetismo, falta de força de vontade, a procura de um salvador da pátria faz com que a ingenuidade do povo brasileiro se torna alarmante a ponto de qualquer um tepeá-lo levando-o a sérios problemas.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 21/04/2014 lAcessos: 22

    Fé e crença não é a mesma coisa. Existem algumas diferenças. Elas estão interligadas e uma está em relação a outra. Veremos a diferença entre os dois conceitos.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 20/04/2014

    Ele foi dar queixa à delegacia, mas os policiais não entenderam o que ele queria dizer, mas levaram uma ambulância para o socorro. Chegando lá a surpresa foi enorme.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Literatura> Ficçãol 18/04/2014 lAcessos: 19

    Quem era a mulher adúltera da Bíblia? O que realmente ela fez? Existia um culpado para que ela vives assim?

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 16/04/2014

    O nosso pobre Chico fez uma programação espiritual, mas aqui chegando fez tudo errado. O que vai acontecer com ele agora?

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 09/04/2014 lAcessos: 11

    No começo a obsessão pode ter cura, mas se deixar muito tempo pode se tornar uma subjugação e a situação pode ficar muito mais difícil.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 09/04/2014 lAcessos: 18
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast