Os desafios do Pacto de Lausanne para a igreja hoje

Publicado em: 17/06/2011 |Comentário: 2 | Acessos: 1,792 |

RESUMO CRÍTICO - OS DESAFIOS DO PACTO DE LAUSANNE PARA A IGREJA HOJE

Introdução

            No cenário evangélico brasileiro se faz necessário uma releitura de todo conteúdo do Pacto de Lausanne. Suas influências servem de base para despertar na liderança e no povo a genuína natureza e missão da Igreja.

            A consolidação doutrinária estabelecida pelo Pacto, foi de suma importância no meio evangélico ou evangelical, esta consolidação dividiu-se em: o propósito de Deus; a autoridade e o poder da Bíblia; a unicidade e a universalidade de Cristo e o retorno de Cristo.

Desenvolvimento

            Existem no meio evangélico e na humanidade em geral uma dupla crise – crise da relevância e de identidade. Mesmo diante desta crise, busca-se ainda pressupostos cristãos básicos com um maior comprometimento com o propósito de Deus e consequentemente ser servo e testemunha de Deus, dentro de um mundo eivado numa cultura egocêntrica e sem propósito.

            O teor do Pacto, tinha como centro a reafirmação do papel central da Bíblia, tida como a única regra de fé e prática, o conteúdo da Bíblia precisava sair das quatro paredes e alcançar o homem e o mundo como um todo. Todos os artigos que compuseram o Pacto, tinham o objetivo de retomada aos pilares cristãos do passado, mais de forma contextualizada. Assim como os profetas do Antigo Testamento, se defendia que a salvação não era patrimônio da Igreja e que a mesma não poderia ter a salvação como uma norma eclesiástica. O aspecto missionário, foi revisto, tendo como base o estudo da Palavra de Deus, onde deve-se contextualizar a Palavra, sem a perda da sua essência, um evangelismo inovador, mas apontando para o pecado do homem e a justiça de Deus, onde deve-se contextualizar a Palavra, sem a perda da sua essência, um evangelismo inovador, mas apontando o pecado do homem e a justiça de Deus.

            "Precisamos estudar a Bíblia para fazer re-arder em nosso corações e mentes a chama do compromisso com a glória de Deus que reina sobre toda a criação e faz do corpo de Cristo o seu instrumento evangelizador na terra".

             Algo que foi amplamente debatido foi a relação entre a evangelização e o compromisso social. Houve um consenso em que alguns momentos considerado a evangelização e a atividade social mutuamente exclusivas, onde a ação social não era evangelização.

Conclusão

            Existem várias áreas que precisam ser revistas e repensadas, como: evangelismo, missões, ação social, liderança e educação teológica, evidente que todo esforço e empenho, precisa estar revestido do poder e ação do Espírito Santo que é o único capaz de fazer essa obra prosperar e dar os frutos necessários. A utilização da tecnologia da informação como forma de comunicação, troca de informações e aprendizado, tem feito surgir um desafio frente a Igreja no presente século. Devemos entendê-la e utilizá-la, como mais uma ferramenta com propósito evangelístico e missionário, mais nunca de substituição do relacionamento comunitário e do próprio culto.

Enfim, nestes anos a tarefa evangelística precisa ser uma responsabilidade de todas as Igrejas, não podemos nos calar diante da opressão política, da desigualdade social, da pobreza e do conformismo. Temos vislumbrados apáticos o esvaziamento moral e espiritual de nossa sociedade e pouco temos feito. Estamos num tempo em que o Evangelho virou um produto e o mundo o seu consumidor, onde os pregadores são mega-empresários detentores do poder.

Referência Bibliográfica

Artigo: Os Desafios do Pacto de Lausanne para a Igreja Hoje. Autor: Júlio Paulo Tavares Zabatiero.

Wikipédia – A enciclopédia livre - http://pt.wikipedia.org/wiki/Pacto_de_Lausanne.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/religiao-artigos/os-desafios-do-pacto-de-lausanne-para-a-igreja-hoje-4919687.html

    Palavras-chave do artigo:

    pacto de lausanne

    ,

    igreja

    ,

    acao social

    Comentar sobre o artigo

    Páscoa significa passagem do material ao espiritual, o que resta é só carnal, a ressurreição bendita é real na glória não desdita, o espírito se liberta e ressuscita. Jesus o Cristo, o filho do homem, passa a filho de Deus deixa o espírito encarnado, ressuscitado não morreu. A páscoa vivifica e se eterniza em nossos corações, persas, romanos, judeus e armênios, se tornam filisteus, o mundo cristão encena a paixão de quem não morreu. Cristo nosso irmão mora nos corações dos irmãos seus.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 05/04/2015

    páscoa era a maior festa dos judeus, recomendada por Moisés e celebrada pela primeira vez quando deixaram o Egito. A palavra páscoa significa passagem, ou seja, a passagem dos judeus pelo Mar Vermelho e do anjo que matou os primogênitos do Egito e poupou os Hebreus, cujas casas estavam assinaladas com o sangue do cordeiro. Páscoa é, pois, para os judeus, a comemoração da passagem de Israel do cativeiro para a liberdade.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 05/04/2015

    A mediunidade está muito difundida nos dias atuais. Muitas pessoas de outras religiões procuram as Casas Espíritas, no intuito de encontrar uma paz interior e através dessa paz, conquistar a sua reforma íntima. Todo aquele que sente num grau qualquer, a influência dos espíritos é, por esse fato, médium. A palavra médium tem a sinonímia de intermediário entre o mundo material e espiritual. Essa faculdade é inerente ao homem, não é exclusividade de nenhuma religião.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 24/03/2015 lAcessos: 12

    As religiões servem até hoje como um caminho para os mais elevados valores pessoais, e também como uma das formas mais complexas de poder e de preconceito, incluindo-se fé, ambição, poder e Deus. Todas as religiões têm suas crenças no mundo espiritual, mas não deixam de almejar o poder e construir seu reino na Terra.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 22/03/2015
    Fernando Corrêa manarim

    Para compreendermos a origem dessa "esquizofrenização" da raça humana, principal responsável por essa crise existencial avassaladora, elegi empregar como principais referências, dois mitos importantes e iconográficos, de épocas diferentes, mas que ilustram e caracterizam de maneira clara e original os verdadeiros motivos que nos transformaram nisso que "estamos" hoje. Esses mitos nos revelam simbólica e metaforicamente, como esse mundo distorcido criado pela humanidade originou-se

    Por: Fernando Corrêa manariml Religião & Esoterismo> Religiãol 19/03/2015
    Fernando Corrêa manarim

    O ser humano passa por uma grave crise, pois algo o domina, o envolve e o manipula há muito tempo. Sem identidade, sem certezas e sem rumo, a humanidade, doente, passou a viver uma vida errante, de profunda mendicância existencial, por buscar algo que ficamos privados e que, por algum motivo, não nos recordamos nem como e nem porque tudo isso aconteceu. Esse "algo" extraviado ficou conhecido historicamente com o nome de "Elo Perdido"

    Por: Fernando Corrêa manariml Religião & Esoterismo> Religiãol 16/03/2015 lAcessos: 15
    Cláudia Meyer

    "Portanto, dá-me sabedoria para que eu possa governar o teu povo com justiça e saber a diferença entre o bem e o mal. Se não for assim, como é que eu poderei governar este teu grande povo?" (‭1 Reis‬ ‭3‬:‭9‬)

    Por: Cláudia Meyerl Religião & Esoterismo> Religiãol 12/03/2015 lAcessos: 15
    Jordanio Aguiar

    O presente artigo almeja discutir o caminho do Ensino Religioso na história da educação brasileira, iniciando-se pelo período colonial, imperial, republicano e pelas constituições até a idade contemporânea com a nova LDB 9.475 de 22 de julho de 1997, onde o Ensino Religioso é refletido como sendo uma disciplina curricular de obrigatoriedade das escolas públicas de ensino fundamental, proibidas quaisquer formas de proselitismo, ou seja, o Ensino Religioso deve respeitar a pluralidade cultural .

    Por: Jordanio Aguiarl Religião & Esoterismo> Religiãol 23/02/2015 lAcessos: 18
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    Primeiramente o Pastor é o Diretor Geral da Escola Dominical. Diretor Superintendente da Escola Dominical é um ministério de "tempo semi-integral". O ato de dirigir a Escola Dominical é bastante abrangente. A pessoa escolhida ou nomeada para este fim não pode restringir sua ação a um mero acompanhamento do funcionamento das classes no domingo. Há muito o que fazer! A abertura da Escola Dominical, não é um culto. Os diretores superintendentes da Escola Dominical que não contam com a orientação

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Evangelhol 27/09/2013 lAcessos: 746
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    Infelizmente, temos assistido famílias sendo destruídas pelo poder das drogas. Em algumas localidades pela facilidade de acesso e custo crianças são inseridas no consumo desenfreado, umas dentro de casa pelos pais outras pelo meio onde vivem.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 12/12/2012 lAcessos: 34
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    Em Atos 8, vemos a trajetória de Filipe, que pregava e frutificava a Palavra de Deus em Samaria, multidões ouviam e recebiam a mensagem deste homem.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 12/12/2012 lAcessos: 15
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    Conceitua-se como uma predefinição; determinação formada por Deus de conduzir os justos à vida eterna (Dicionário Etmológico). Escolher (Rm 8.29-30; Ef 1.5;11). Deus, sendo soberano e conhecedor dos fatos de antemão, Ele determinaria ou predestinaria, as coisas que Ele sabe que irão acontecer. A doutrina da predestinação, à semelhança da doutrina da Trindade, está além da nossa compreensão. Está inserida em em todo o Novo Testamento. Nos evangelhos encontramos várias declarações de Jesus onde El

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 04/07/2012 lAcessos: 92
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    Impossível ler sobre o ministério de Pedro e não ficar pensando como pode um homem que negou a Cristo três vezes, que mesmo apesar de conviver, compartilhar todas as situações, receber todos os ensinos da fonte genuína, viver em comunhão com outros irmãos. Ele nega a Cristo.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 12/11/2011 lAcessos: 134
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    A algumas semanas me deparei novamente com um versículo da Bíblia no Evangelho de João e fiquei ruminando este versículo, pois tenho questionado e me questionado sobre a minha situação e a situação da Igreja atualmente.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 12/11/2011 lAcessos: 1,103
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    O reino do norte, Israel, havia sido conquistado pelos assírios em 722 a.C., sob a liderança de Sargão II. Um remanescente formado por pobres lavradores, foi por ele ali deixado e, estes lavradores mesclaram-se com povos de outras nações conquistadas pelos assírios, os quais, foram importados para povoarem Samaria.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 29/07/2011 lAcessos: 278
    Marcelo dos Santos Rodrigues

    O período progressista em Judá tanto quanto em Israel, nos primeiros dias de Isaías, deve-se ao fato da mudança no cenário político internacional nos anos anteriores. Em Israel a pressão Síria minguava-se diante do novo império Assírio. Jeroboão II aproveitou o enfraquecimento do reino sírio recuperando suas fronteiras e expandindo o seu reino conforme a profecia de Jonas (2 Rs 14:25). Nesta época o novo império Assírio enfrentava problemas internos propiciando este período áureo para Israel.

    Por: Marcelo dos Santos Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 29/07/2011 lAcessos: 2,079

    Comments on this article

    0
    luciane 22/07/2011
    Deus pelo seu grande amor para conosco nos deu o domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre o gado, e sobre toda terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra.(Gn 1:26). Deus não deu ao homem o domínio sobre outro homem. Um verdadeiro líder não domina outro, mas ama.
    2
    joão victor 18/07/2011
    a biblia diz quem esta em cristo e nova criatura, as coisa veilhas se passaram eis que tudo se fez novo ,2co-5v17,que compatilha da sua glória,e esperimenta a renovação do conhecimento e do entendimendo(RM,12,2) e que vive em santidade(EF4,24)A unção de deus tranforma o carater do homen quando ele deixa deus trabalhar no seu carater
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast