Porque Ainda Não Recebi A Resposta De Deus Que Eu Tanto Preciso?

14/03/2008 • Por • 4,603 Acessos

Certo dia, num determinado ponto da nossa caminhada com Deus, paramos para pensar em tudo o que já aprendemos do Senhor, lembramos das coisas que já mudaram e, principalmente, o que ainda precisa ser renovado.

Um pensamento surge: qual é o motivo de ainda não termos recebido de Deus aquilo que buscamos há tanto tempo? Refletindo, você (e eu também) chega à várias conclusões:

• Você já aceitou Jesus Cristo como seu Salvador
• Você crê completamente de Cristo vive e que intercede por você junto ao Pai
• Você já se batizou nas águas
• Você já se batizou no Espírito Santo
• Você é dizimista fiel
• Você é ofertante fiel
• Você é freqüente na igreja
• Você não se droga
• Você não rouba (nem a Deus e nem às pessoas)
• Você não se prostitui
• Você não se magoa mais com as pessoas
• Você já perdoou aos outros com sinceridade
• Você ama ao seu próximo
• Você se observa e se corrige de imediato quando percebe que está fora da Palavra
• Você já se perdoou também pelas nódoas que ficaram da “velha criatura”
• Você ora com fervor
• Você medita na Palavra diariamente...

Então porque será que continua sem aquela resposta de Deus que você tanto precisa?

Uma coisa é certa: o erro não está em Deus... (um bom exemplo está na história de Nabucodonosor, descrita no livro de Daniel capítulo 4, ao final o rei faz uma declaração importante: “Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, exalço e glorifico ao Rei do céu; porque todas as suas obras são verdade, e os seus caminhos juízo, e pode humilhar aos que andam na soberba.” )

Cabe aqui o exame de alguns pontos que acontecem com freqüência e que podem ajudar muito na sua reflexão e transformação da situação:

A) Desobediência à direção que lhe é dada por Deus através da Palavra. (“é difícil demais”)
B) Rebeldia quanto àquilo que Deus lhe fala. (pensa consigo “não é bem assim”, “não concordo com isso”)
C) Ser muito “religioso” fazendo tudo o que sabe ser bom, mas crendo muito pouco e tendo raras experiências práticas com Deus. (“Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem” Jó 42:5)
D) Falta fé em Deus (A nossa fé tem que estar em Deus, só nEle. Ele não aceita dividir a Sua glória com nenhum outro. Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória pois a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura (Is 42.8).
E) Falta falar ao problema, mandando-o embora, em O nome de Jesus
G) Dúvida em seu coração quanto à concretização do que pediu
H) Falta firmeza de continuar crendo e lutando contra as evidências contrárias
I) Fala ao contrário aquilo que pediu (creu que já recebeu a restauração da saúde, mas quando perguntada fala “essa minha doença não vai embora mesmo”)

Faltam os cinco passos da vitória descritos em Marcos 11:22 a 24 “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis.” (Veja mais detalhes que vão ajudar muito na lição nº 2 do curso fé em www.ongrace.com/cursofe)

Pondere mais um pouco:

• Você escuta, mas não ouve (“entra por um ouvido e sai pelo outro”)?
• Você até ouve, mas não aceita (é bom demais para ser verdade ou tem outros planos bem diferentes)?
• Você até aceita, mas não medita (não se deixa orientar pelo Senhor no passo a passo, não coloca suas questões diante do Senhor, prefere seguir por vista a andar por fé)?
• Você até medita, mas não acredita que aquilo é possível de acontecer (ainda não confia no poder realizador do Senhor)?
• Você até acredita, mas não faz o que Deus te fala para fazer (teimosia, preguiça, fica protelando)?
• Você até faz por um tempo, mas logo desiste, só que Deus não se agrada dos desistentes. (guarda a Palavra que recebeu, mas acha que está demorando tanto...)? “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” Apocalipse 3:10 e 11

O dom de Deus está aí para ser desfrutado e para que você o viva em plenitude, fazendo aquilo que Ele lhe diz para fazer, no tempo indicado. (“O coração sábio, sabe o tempo e o modo” Eclesiastes 8:5)

Ser perseverante é muito importante. Ao ler o significado da palavra no dicionário você vai perceber que a perseverança é um conjunto de três atributos-chave: firmeza, constância e persistência.

Reivindique em oração aquilo que é seu e faça aquilo que a Palavra te abre.

Pare de querer fazer o que “dá na sua cabeça” ou o que até é bom, dentro da lei, digno e honesto, mas que não é plano de Deus para você.

Dedique tempo para ouvir a direção que a Palavra te dá para agir e não caia na armadilha de fazer sempre do mesmo jeito.

Mesmo que seja um problema parecido, busque novamente a orientação para agir na Palavra revelada.

Não peça a Deus aquilo que Ele já te deu através do sacrifício de Cristo na cruz.
Não peça a Deus aquilo que Ele não falou para você fazer.

Exemplos:
Deus eu quero...
“Ser um médico de sucesso, dono do maior hospital do meu país”
“Ser um empresário de sucesso”
“Ser um pregador do Evangelho”... Enfim, o que você puder imaginar...

Será que isto é o que Deus te falou para fazer? Se sim, ore, reivindique, caso contrário é teimosia pura: a revelação de Deus é um caminho seguro e abençoador. Estrada plana e vereda reta para cada um de nós.

Lembre-se que a teimosia e a reclamação fizeram o povo de Israel (escolhido por Deus) andar pelo deserto por 40 anos, num caminho que poderiam ter feito em cerca de 11 dias...

Acredite: você já recebeu a resposta de Deus para o seu caso desde a primeira vez em que ouviu a Palavra. Você pode pensar com os seus botões “comigo ainda não...”, “não sei”, “não entendo”, “nem sequer imagino o que seja”. Mas o Espírito Santo vai te rememorar do que se trata e a “sua ficha vai cair”.

Por acaso ainda está teimando em resolver a questão com a força do seu braço e sem a direção de Deus? O Pai é paciente e espera que nós esgotemos todas as nossas alternativas humanas.

Quando não há mais saída humana costumamos correr para o Pai em desespero. Pode parecer um absurdo, mas isso é bom, porque nesse momento Ele pode nos ajudar, porque estamos abertos a ouvir e fazer o que Ele nos diz.

Ao final percebemos que aquilo que Deus nos revela pela Palavra era o melhor a ser feito, mas ficamos perdendo tempo com os nossos “achismos”...

O que fazemos apenas por nossa conta e risco, sem Deus, pode até dar certo por um tempo, mas certamente não é o melhor de Deus para nós.

O melhor vem para a nossa vida quando aceitamos fazer aquilo que Deus espera de nós. Ele sabe todas as coisas e quer o nosso bem maior. Isto é o centro da vontade do Pai para nós.

Aquilo que Deus revelou ser Sua vontade para você continua à sua espera, pronto a ser feito por você, não perca nem mais um minuto!

Passe a fazer o que Deus lhe falou pela Palavra e se realize, pois a porta da bênção está aberta esperando por você.

São os meus votos,

Em Nome de Jesus.

Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini
E-mail: mogazzar@hotmail.com

Visite artigos sobre a caminhada com Deus em:
http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/categories (selecione: desenvolvimento pessoal, estudos bíblicos ou religião)
http://www.artigonal.com (selecione: religião)
http://www.uol.com.br/bemzen (selecione: religião)

"Jesus Cristo é o Senhor"

Perfil do Autor

MONICA GAZZARRINI

renascida em Cristo, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especilista em marketing.