Bolhas, como tratar e prevenir?

16/04/2011 • Por • 1,106 Acessos

bolhas+nos+pés.jpg

Bolhas, como tratar e prevenir?

 


 

É nos pés e nas mãos que as bolhas irrompem e a culpa é do atrito. Causado, por exemplo, por calçado apertado ou pelo uso intensivo de ferramentas. E como incomodam importa saber como tratá-las e, melhor ainda, como preveni-las.

 


 

As incómodas bolhas não são mais que pequenos depósitos de fluido sobre a pele, de forma arredondada e tamanho variável. Podem irromper em qualquer zona do corpo, embora nos queixamos delas sobretudo nos pés. E isto porque o calçado é uma das principais causas das bolhas.

 

 

Já todos sofremos o mal-estar causado por uma bolha no calcanhar ou mesmo na planta do pé, por culpa de sapatos acabados de estrear ou de algum pequeno objecto que entra no sapato e não se tem de imediato oportunidade de remover. Muitas vezes basta uma longa caminhada, sobretudo em pisos irregulares. Aquilo que começa como um agradável passeio acaba, muitas vezes, com bolhas nos pés…

 

 

Mas as mãos também sofrem. Sobretudo as daquelas pessoas que têm de manusear repetidamente uma ferramenta e que o fazem sem a protecção de luvas. O atrito acaba por sensibilizar a pele e o resultado é uma ou mais bolhas.

 

 

Além da fricção, também as queimaduras são uma razão frequente da formação de bolhas. O derrame de líquidos quentes ou de produtos químicos ou tóxicos sobre a pele pode ter esse efeito.

 

No mínimo, as bolhas incomodam. Algumas causam dor e podem ser impeditivas dos movimentos – é o que acontece às que se elevam na sola ou no calcanhar do pé. É, pois, necessário tratá-las para que a pele recupere a sua textura habitual.

 

 

Cuidados redobrados

 

O primeiro cuidado é não rebentar a bolha, deixando-a descoberta. É que a pele funciona como um invólucro à prova de bactérias, prevenindo possíveis infecções. E assim intacta, a bolha acabará por desaparecer.

 

 

No entanto, se a bolha se localizar numa zona sujeita a fricção, como o pé, há que protege-la, aplicando um penso mas sem exercer pressão. Pode ser usada uma compressa esterilizada. Pode acontecer também que a bolha cause tal incómodo que seja melhor drenar o líquido no seu interior. Assim acontece também quando a dor é intensa ou quando a sua dimensão impede o uso do pé ou da mão.

 

 

Nestes casos, aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico. É importante prevenir o risco das infecções, pelo que se deve usar luvas ou desinfectar as mãos, evitando o contacto directo com a lesão. E se a bolha criar pus, se ficar vermelha, se a pele inchar ou ficar quente é preciso procurar ajuda médica – é que estes são sinais de infecção. As bolhas comuns e geralmente benignas. Mas podem incomodar, pelo que não há nada como preveni-las. O que passa pelo uso de protecção adequada para as mãos quando se manuseiam ferramentas que causam fricção na pele e pelo uso de calçado confortável, ajustado ao tamanho do pé e ao esforço que lhe vai ser pedido ou protecção adicional para as zonas de maior atrito.

 

Fonte: Farmácia Saúde 163

 

Perfil do Autor

Rui

http://farmaciaturcifalense.blogspot.com/