Coordenacao Da Motricidade Fina

15/09/2009 • Por • 3,806 Acessos

Coordenar significa literalmente ordenar. No âmbito da motricidade se poderia dizer que: "a coordenação motora é a ordenação das unidades motrizes que intervêm num movimento"; "ordenar as fases de movimento em sua estrutura biomecânica e no ritmo de movimento".

A Monografia AC realizou este artigo como forma de explicitar um tema para uma monografia tanto de Medicina como de Psicoeducação ou ainda de Educação Física.

A coordenação motora é o ordenamento, a organização de ações motoras em direção a um objetivo determinado.A motricidade fina está organizada do mesmo modo por unidades motrizes.

O estudo neurológico sobre unidades motoras foi realizado por Fernstein e colaboradores, e Christensen que encontraram grandes diferenças no número médio de fibras por unidade motora: desde o oponente do polegar com treze células por neurônio, o cutâneo do pescoço com vinte e duas como unidades menores, ou o gêmeo interno que tem acima das mil.

Estes valores confirmam que os músculos com movimentos delicados, como os da motricidade fina, têm unidades menores que os músculos de atividades posturais e encarregados por fortes impulsos que possuem unidades com grande número de células musculares, (Linch 1970).

Todos os movimentos se compõem de conjuntos de contrações de unidades motoras ordenadas em sua ação para produzir o movimento criado.

Cada músculo se compõe de um conjunto de células musculares que, a sua vez, estão inervadas por vários neurônios motrizes. Em cada músculo há várias centenas de unidades motrizes em perfeita organização para sua contração.

Segundo a função de cada músculo, as unidades motrizes estão formadas por maior ou menor número de células musculares por motoneuronio. (Fox, E. 1984).

Assim, os músculos da motricidade fina têm unidades menores que os músculos posturais que são os de unidades de maior número. (Morehouse 1974).

Muitas bibliografias foram lancadas sobre o tema, permitindo uma analise pormenorizada para uma monografia ou um TCC

Com esta organização, onde cada unidade motriz intervém no momento oportuno, com a freqüência necessária e em sintonia com a ordem que lhe chega do cérebro, vai produzir a rica e variada forma de movimentos conseguindo assim uma sinfonia motriz tão perfeita como qualquer obra do artista em outra faceta da vida.Ao escrever precisamos ativar a motricidade de nossa mão e dedos.

Esta motricidade está regulada por unidades motrizes encarregadas destes movimentos. Os nervos radial, cubital e médio são os encarregados de levar as ordens de contração e regular os movimentos da mão e dedos.

Os músculos do antebraço, mão e dedos formam uma combinação magistral, com uma ordem e perfeição de funções biomecânicas, que permitem a riqueza de movimentos que nossas mãos realizam. (Kendall 1974).

Descrever todos os músculos seria excessivo para este trabalho, por isso descreveremos de forma global segundo as funções. Desta forma, os professores da Monografia AD optaram por concentrar os esforços

Os flexores são os que se encarregam de flexionar a mão e dedos.

Desde o palmar maior e menor aos flexores dos dedos têm suas funções específicas.

Na análise cinemática são os encarregados de realizar os traçados verticais. Os primeiros que se dominam. Os extensores são antagonistas dos flexores e por tanto sua função e movimentos estão orientados para a extensão da mão e dedos.

Os abdutores (os que se inserem na zona exterior do dedo gordo) o abdutor longo e curto do polegar, são os que se encarregam de separar o dedos polegar dos outros dedos.

Os adutores: cubital posterior, cubital anterior. Encarregados do movimento de avanço na tarefa da escrira.

Os pronadores e supinadores, reguladores da posição do antebraço e a mão.Os que fazem a oposição dos dedos e são os protagonistas de fazer funcionar a pinça digital: Lombricais, interósseos palmares, adutor do polegar, que têm como função, junto com alguma porção dos flexores dos dedos, de pegar a pintura, a pluma ou os talheres da comida e desenvolver essas funções da pinça digital. Também realizam a função de ter as cartas ou o leque.

Esta regulação neuromuscular tem dupla função. Ao mesmo tempo em que se ativam as unidades motrizes, temos em funcionamento outras unidades de percepção.

Na atividade do tato, percebemos aquilo que tocamos. Isto se produz pela ativação de unidades de percepção do sentido do tato. Mas também há outras unidades de percepção cinestésica que nos dão informação sobre o movimento que realizamos, sobre a tensão que pomos, sobre a angulação das articulações, etc.

São as percepções cinestésicas, diferentes às táteis e que devem servir-nos para controlar nossa atuação e posição do corpo. Esta regulação se consegue graças à motricidade voluntária e os padrões motores estabelecidos mediante a inteligência motriz.

Perfil do Autor

Luis Carlos Silva

Luis Carlos é professor da equipe de Monografia de base para monografias e TCC Monografia de fundamentação para TCC Monografia de Pronta...