Esteróides Anabólicos: Saiba Quais Os Riscos Causados

20/01/2009 • Por • 9,375 Acessos

Quem não quer um corpo bonito?


Aumento da massa e força muscular, ser notado em vários lugares quando passa, chamar a atenção em lugares públicos, aumentar a auto confiança, a auto estima...enfim, muitos querem isso!


Na atualidade, a predisposição a um corpo bonito e saudável está na concepção da maioria da população. Afinal, a imagem há muito tempo...é tudo!!


Alguns realizam seus sonhos de um corpo bonito com muito sacrifício, como horas na academia, um trabalho personalizado eficaz, dietas e regimes nutricionais, porém com saúde!


Outros, podem até realizar o mesmo método do exemplo acima, porém com o uso de esteróides anabólicos.


O uso do anabolizantes em excesso além de ser prejudicial a saúde, desperta nos homens os hormônios femininos, e vice versa, levando à  afinação da voz, em casos masculinos e engrossamento dela nas mulheres, o crescimento do peito e dificultando o crescimento de pelos, como barba, bigode e atrapalhando no desenvolvimento sexual.


1 - Efeitos colaterais dos anabolizantes nos homens:


a) Ginecomastia – Desenvolvimento das mamas nos homens.


b) Função sexual reduzida e infertilidade temporária


c) Atrofia testicular: como a maioria da massa do testículo tem com função o desenvolvimento do espermatozóide, o tamanho dos testículos geralmente retorna ao tamanho natural quando a espermatogênese recomeça, algumas semanas após o uso do esteróide anabólico ser cessado.

2 - Efeitos colaterais dos anabolizantes nas mulheres:


a) Pêlos do corpo crescem


b) Voz fica mais grave


c) Aumento do tamanho do clitóris (hipertrofia clitoriana)


d) Diminuição temporária nos ciclos menstruais


Abaixo, alguns exemplos dos efeitos maléficos destes esteróides em ambos os sexos:


- Crescimento do clitóris (hipertrofia clitoriana) em mulheres e do pênis   em meninos (o pênis adulto não cresce indefinidamente mesmo quando exposto a altas doses de andrógenos)


- Aumento dos pêlos sensíveis aos andrógenos (pêlos púbicos, da barba, do peito, e dos membros)


 - Aumento do tamanho das cordas vocais, tornando a voz mais grave


 - Supressão dos hormônios sexuais endógenos


 - Espermatogênese prejudicada


 - Possível pressão sanguínea elevada


 - Níveis de colesterol –Alguns esteróides podem causar um aumento nos níveis de LDL e diminuição nos de HDL.


 - Acne– Devido à estimulação das glândulas sebáceas


 - Conversão para DHT (Dihidrotestosterona). Isso pode acelerar ou causar calvície precoce e câncer de próstata.


 - Alteração da morfologia do ventrículo esquerdo –que perde suas propriedades de diástole quando sua massa cresce.


 - Crescimento excessivo da gengiva


 - O tamanho do coração;


 - Acne;


- Alargamento da próstata;


 - Alargamento do pênis;


- Amarelamento da pele e dos olhos;


- Do risco coronariano;


- Níveis de colesterol LDL ( ruim );


- Arritmia cardíaca;


- Aumento da pressão arterial;


 - Câimbras;


 - Câncer hepático;


 - Cansaço;


 - Cefaléia grave;


 - Cistos renais;


 - Comportamento agressivo (irreversível);


 - Choque anafilático;


 - Calvície (crescimento irreversível na mulher, reversível                  ao homem);


 - Crescimento irreversível de pêlos nas mulheres;


 - Crescimento anormal de cabelos;


 - Diminuição grave dos níveis de colesterol HDL ( bom );


 - Dores ósseas;


 - Edema (retenção hídrica no tecido);


 - Ereções freqüentes e contínuas;


 - Esterilidade  irreversível);


 - Escurecimento da pele;


 - Hálito forte;


 - Insônia;


 - Náusea e vômitos freqüentes;


 - Manchas na pele;


 - Mulheres grávidas: dano irreversível ao feto;


 - Pele oleosa na mulher;


 - Perda de peso;


 - Problemas para urinar;


 - Sangramentos do nariz;


 - Tumores hepáticos;


 - Morte.


Diante de todos estes efeitos colaterais em homens e mulheres, surge uma pergunta relevante: Será que vale a pena?


Algumas academias e lugares particulares proporcionam com facilidade este tipo de esteróide anabólico. É importante que saber que o uso deste medicamento é prejudicial à saúde, a curto ou a longo prazo.


Procure sempre um médico, um profissional de educação física e um nutricionista que realmente saibam o que você deve ou não realizar, afinal a auto medicação e alimentação podem trazer danos irreversíveis a você ou a quem você conhece!!


Lembre-se, a saúde é sua!! Cuide dela!!!

Perfil do Autor

Alexandre Vieira

Professor Especialista pela UNIFESP - Escola Paulista de Medicina em Bases Metodológicas e Fisiológicas do Treinamento Desportivo....