Fraturas

15/06/2009 • Por • 8,101 Acessos

Fraturas

 

Lara Nunes Faustino

(Aluna do 1° semestre de enfermagem noturno da FUNEC - Santa Fé do Sul)

 

É comum chegar em hospitais e ver pessoas engessadas decorrente de algum tipo de fratura causado por acidente ou por alguma queda que a pessoa veio a sofrer. Mas o que é fratura? Quais os seus tipos? E como se deve lidar com o fraturado? Aqui venho mencionar o que elas são, como lidar e quais são os seus tipos.

Considera-se como fratura a ruptura de um osso total ou parcialmente provocado por um traumatismo direto ou indireto, contração muscular brusca ou ruptura de ligamento. (RODRÍGUEZ, 2003)

Segundo Gomes, 1994 o paciente fraturado ao chegar no local de atendimento, deve-se imobilizar o local no qual ocorreu a fratura, tirar uma radiografia para diagnosticar o tipo de fratura.

A fratura pode ser fechada (quando osso não sai pra fora da pele), exposta (quando o osso sai pra fora da pele), cominutiva (quando o osso se rompe em diversos pedaços), depressiva (além da quebra do osso ocorre um desnível da região), impactada (fratura onde o osso fraturado penetra na superfície do outro osso), e patológica (causado por enfraquecimento do osso por patologia). Depois de verificar pela radiografia o tipo de fratura é so realizar os devidos procedimentos visando a melhora do fraturado. (FORTES, 1986)

Enfim estamos sujeitos a sofrermos quedas ou acidentes resultando em fraturas. Mas quando isso acontecer é só procurar algum hospital que lá eles farão os procedimentos necessários, preocupando sempre na sua recuperação.

 

                                            REFERÊNCIAS:

        FORTES, J.I. Enfermagem em emergências. São Paulo: EPU, 1986. 38-41 p.

        GOMES, A.M. Emergências. São Paulo: EPU, 1994. 73-78 p.

        RODRÍGUEZ, J.M. Emergências. Traduzido por TEIXEIRA, M.T.R. Rio de Janeiro: MC Graw Hill, 2002. 213-215 p.

Perfil do Autor

Lara Nunes

Sou estudante de Enfermagem padrao