Sipat (Semana Interna De Segurança Do Trabalho)

15/01/2010 • Por • 9,176 Acessos

A Semana Interna de Segurança de trabalho é atribuição da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), segundo a alínea “o” do item 5.16 da NR-15, portaria do Ministério do Trabalho e Emprego DSST n° 8/99, na qual a empresa proporciona aos seus colaboradores momentos de informações a respeito de prevenção e conscientização quanto a segurança e acidentes no trabalho. Sua periodicidade é anual, e deve ser preferencialmente desenvolvido com o SESMT (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em medicina do Trabalho).

Conforme a legislação, as empresas são orientadas a criar uma "Comissão Interna de Prevenção de Acidentes" (CIPA), responsável por realizar ações, como a SIPAT. Além da CIPA um técnico em segurança, terceirizado, ou contratado pela empresa, dá suporte a SIPAT, com tabulações dos riscos ambientais, acidentes mais frequentes e formas de prevenção.

A CIPA tem como objetivo a prevenção de acidentes de trabalho e doenças recorrentes do trabalho, tendo como papel compatibilizar o trabalho com a prevenção da vida e promoção da saúde.

A SIPAT é um programa obrigatório, previsto na legislação trabalhista, portaria nº 3214, NR-5, item 5 a 16.  O objetivo é diminuir o afastamento por motivo de saúde e acidentes dos colaboradores (funcionários) realizando uma série de eventos para a conscientização e prevenção de acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e até mesmo doenças e vícios relacionadas a comportamentos sociais, como DST's, drogas, bebidas e fumo.

Entre os temas abordados estão: acidentes de trabalho, saúde, alimentação, doenças ocupacionais, qualidade de vida, integração de grupo, relacionamento interpessoal, entre outros.

Durante a SIPAT, que deve ser realizada uma vez por ano, realiza-se palestras, apresentações teatrais, avaliações físicas, nutricionais, além de atividades de lazer e relaxamento para a melhoria de qualidade de vida dos colaboradores.

Instruções básicas para organizar uma SIPA:

  • Organização da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho): primeiros passos

1. Reunião com a diretoria, SESMT e CIPA para discutir aspectos ligados aos parâmetros relativos á organização, características, resultados esperados, custos diretos e indiretos, patrocíneos e objetivos do evento;

2. Organização:

  • Previsão de data;
  • Disponibilidade de espaço físico ou aluguel (providenciar);
  • Levantamento dos materiais já disponíveis na empresa/órgão;
  • Avaliação das condições do espaço que vai ser utilizado, serviços de manutenção, adequação da infra-estrutura para o tipo de evento e quantidade de participantes;
  • Providenciar: cartazes, folders, divulgação, camisas (opcional);
  • Providenciar: pastas, canetas, blocos de anotações, entre outros materiais necessários para melhor atende os participantes;
  • Levantamento de recursos disponíveis para atender as necessidades dos palestrantes e participante: data-show, retroprojetor, caixas de som, microfones, cadeiras/assentos;
  • Levantamento do número de participantes;
  • Estimativa de gastos com lanches, sugestões de cardápios, cotação de preços;
  • Convidar palestrantes, grupos para recreação durante intervalos;
  • Convidar grupos de teatro, dança, músicos,comediantes, entre outras atrações que julgar interessante para abertura e distração para abertura das atividades diárias;
  • Providenciar: brindes e presentes surpresa para sorteio, durante e no final de cada dia do evento;
  • Providenciar posto de inscrições em local fixo, por telefone/internet com lista de inscritos para confirmar presença em cada etapa do evento;
  • Verificar disponibilidade de serviços como exame de sangue, vacinação, medição de pressão arterial, corte de cabelos, serviços de manicure, serviços para retirada de segunda via de documentos, entre outros para ficarem à disposição durante o evento;
  • Convidar livrarias para montagem de stands de livros, representantes de empresas de EPIs para demonstrações e informações corretas sobre uso e importância;
  • Levantamento das necessidades extras como: limpeza do local, decoração e materiais úteis para a realização do evento;
  • Sugestões de temas, palestras, etc;
  • Contato com patrocinadores, envio de ofícios solicitando apoio ao evento, brindes, materiais didáticos que podem fazer parte das pastas, inclusive as próprias pastas, canetas e blocos de anotações;
  • Envio de convite para os palestrantes e convidados especiais;
  • Organizar gincana para envolver o participante;

3. Abertura: apresentação de dança, cantores da terra, outros;

4.  Sorteios de brindes ofertados pelas empresas patrocinadoras e/ou comprados com orçamento já previsto;

5. Apresentações de imitadores, danças, gincanas, sorteios entre outras atrações entre as palestras;

6. Cooffe-break preferencialmente acompanhado de música ambiente ou banda local de estilo calmo;

  • Após determinação do tema principal, atrelar as palestras preferencialmente voltadas para o tipo de serviço e riscos a que estão expostos os trabalhadores de determinado empresa ou local;
  • Incluir palestras envolvendo os seguintes temas, além dos sugeridos:
  1. Alimentação saudável;
  2. Alcoolismo e do uso de drogas na saúde e no trabalho;
  3. Doenças sexualmente transmissíveis;
  4. Doenças ocupacionais;
  5. Outras como: primeiros socorros, ginástica laboral, higiene ocupacional também podem ser inseridas;

7. Entrega de certificados dos palestrantes e participantes;

Fontes:

  • http://www.mte.gov.br/legislacao/normas_regulamentadoras/nr_05.asp
  • http://pt.wikipedia.org/wiki/SIPAT
  • SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO. Manuais de Legislação Atlas. 63ª Ed. Atlas. 2009. 799 p. ISBN 987-85-224-5213-2

Perfil do Autor

Valéria Araújo Cavalcante

Sou formada e pós graduada na área de saúde. Por realizar treinamentos na área de segurança do trabalho tenho desenvolvido trabalhos e...