Seguro Pessoal - Fique por dentro do Seguro Pessoal

26/04/2010 • Por • 4,603 Acessos

Num conceito geral, a maioria das pessoas diria que para ter uma vida tranqüila é necessário saúde, dinheiro, bens e um trabalho digno. Porém as pessoas se esquecem de considerar os riscos em que implica ter bens e os acidentes que se pode sofrer no trabalho ou mesmo as doenças que pode adquirir e que possam vir a o afastar dos afazeres diários. Mas como se proteger de imprevistos?

Para deixar as pessoas mais confiantes, sabendo que se alguma coisa vier a acontecer de alguma forma poderá ser sanado o dano, existem os chamados seguros pessoais. São seguros vendidos através de corretoras, em que a pessoa paga uma determinada quantia em parcelas e tem cobertura e ressarcimento caso ocorra algum dano com seus bens ou acidente com ela própria.

familia.jpg

Cada tipo de seguro tem uma abrangência específica e exigências próprias, o que deve constar em um contrato de prestação de serviços. Os seguros pessoais mais procurados e mais utilizados pelas pessoas são: seguro de vida, seguro habitacional, seguro de automóvel, seguro viagem, seguro incêndio, seguro saúde, seguro trabalhista, seguro rural, entre outros.

Os seguros mais importantes e com certeza os mais vendidos são os seguros de vida. Neste âmbito se incluem vários tipos secundários que abrangem desde cobertura doméstica até vida em alto mar. Os seguros de vida geralmente cobrem apenas morte, quando a família do segurado é ressarcida com uma quantia pré-determinada se a pessoa falecer por algum motivo constante do contrato. Para que o pagamento seja feito é necessária perícia médica que relate o fato que levou ao óbito. Não costuma ser uma situação agradável para a família receber em dinheiro o valor de uma vida de um ente querido que se "foi", mas quem procura um seguro assim sabe que em sua ausência as questões financeiras, principalmente quando é um chefe arrimo de família, serão sanadas até que as pessoas possam seguir a vida sozinhas.

É importante manter asegurado tudo aquilo que se julgue essencial. Existem atrizes e modelos de fama que seguraram partes de seu corpo, que é seu principal instrumento de trabalho. Outras pessoas fazem seguros de sua residência, pois tem muito apreço pela moradia própria conquistada. O objeto do seguro deve ser avaliado pelos valores pessoais, isso é muito abstrato e consultar um corretor ajuda a definir o objetivo claramente.

Os seguros pessoais além de tranqüilidade garantem que as perdas não afetaram outras pessoas e pretende garantir continuidade dos planos dos indivíduos independente dos acontecimentos. Vale a pena economizar e gastar um pouco mais hoje para assegurar o futuro.

Fonte: Seguro Pessoal - Entenda e saiba quais são os Seguros Pessoais | Ancorador