Panduit supera as normas ao realizar transmissão Ethernet a 100 Gigabits por 275 metros de fibra multimodo

16/12/2010 • Por • 127 Acessos

A Panduit, desenvolvedora e fornecedora de soluções de Infraestrutura Física Unificada (UPI), participou do recente evento de interoperabilidade realizado no laboratório iSimCity, da Ixia Corporation, em Santa Clara, para testar a interoperabilidade do equipamento de Ethernet de 40 e 100 Gbps com a norma recentemente publicada pelo comitê IEEE 802.3ba.

A Panduit forneceu as soluções de cabeamento e conectividade que suportaram cada uma das cinco novas variantes de Physical Media Dependent (PMD) testadas. Além de atender essas novas PMDs até o comprimento máximo das especificações, o cabo de fibra óptica multimodo da Panduit otimizado para laser OptiCore® com a conectividade correspondente suportou o maior comprimento entre as opções do mercado: 275 metros de operação 100GBSE-SR10.

Esse link de 275 metros, que supera a especificação de 150 metros, consistia de sete lances concatenados de cabo de fibra óptica para validar tanto a largura de banda do meio físico quanto a conectividade otimizada para MTP™ para 24 fibras. Ao suportar uma operação sem erros sobre um link de 275 metros, com um total de seis interfaces de 24 fibras, a Panduit demonstrou a qualidade superior das técnicas de processamento proprietárias, utilizadas na produção de todos os seus conectores MTP.

Essa combinação do comprimento da fibra com os conectores ópticos demonstrou a inovação e superioridade da tecnologia de fibra óptica da Panduit. Com isso, os arquitetos de data centers podem contar com a performance necessária para maximizar a flexibilidade.

A maior distância oferecida pela fibra Opti-Core, da Panduit, simplifica a migração para redes Ethernet 40G/100G. Os links de fibra que suportam Ethernet de 10G podem ultrapassar o limite de 150 metros estabelecido para 40G/100G. Os links Ethernet de 10G com a tecnologia de fibra óptica Opti-Core, da Panduit, garantem que o link também pode ser utilizado para 40G/100G.

O cenário para o teste de interoperabilidade incluiu um gerador de tráfego de sistemas para testes Ixia K2 e módulos ópticos CFP de 100Gbps. A solução K2 Higher Speed Ethernet, da Ixia, comprova a funcionalidade e interoperabilidade do cabos de fibra e cobre de 100 GE e 40 GE, "transceivers" ópticos e equipamentos de rede. Com a plataforma de teste K2, os usuários da tecnologia HSE conseguem comprovar através da geração e análise do tráfego que os produtos cumprem com as normas desde a camada 1 até a camada 7. As funcionalidades da K2 incluem a validação das "lanes PCS" conforme a norma IEEE802.3ba-2010, além dos Bit Error Rate Tests (BERT).

"É uma grande satisfação atingir o maior alcance com os melhores parâmetros de conectividade em comparação com os demais links de fibra multimodo 100Gb/seg neste evento de interoperabilidade", afirma Brett Lane, gerente de pesquisa em fibras ópticas do laboratório Panduit. "Foi bastante gratificante testemunhar nosso alto desempenho, resultado de anos de estudos realizados pela equipe de pesquisa e desenvolvimento dos laboratórios da Panduit."

"O Reflex Photonics acha muito válida a oportunidade de participar desse tipo de teste de interoperabilidade", ressalta Robert Coenen, vice-presidente de vendas e marketing da Reflex Photonics. "Esses resultados demonstram adicionalmente que a solução 100GBASE-SR10 CFP é uma opção viável em data centers e para aplicações de telecomunicações". O módulo Reflex 100Gbps CFP foi projetado para suportar a norma 802.3ba para 100G Ethernet, assim como a norma 112G ITU OTU-4 com consumo de apenas 7 watts de energia.

"A especificação para a faixa de alcance operacional pela IEEE802/3ba é de 100 metros para os cabos de 24 fibras a taxas de 100 Gbps. Nós conseguimos realizar um teste bem sucedido com o cabo de 275 metros da Panduit, demonstrando que o ecossistema HSE está amadurecendo rapidamente para cumprir ou superar as normas do mercado", garante David Schneider, gerente de desenvolvimento de mercado da Ixia.

A Panduit também demonstrou que atende a norma para transmissão 40GBASE-CR Ethernet por 8 metros por meio de um conjunto de cabos de cobre QSFP com conexão direta, superando a norma IEEE802.3ba 40Gigabit Ethernet. Esse sistema de cabeamento baseia-se na tecnologia proprietária de processamento avançado de sinais, incorporada aos conectores da Panduit. Este comprimento foi também a conexão passiva QSFP de maior comprimento demonstrada com sucesso durante o evento.

Os sistemas de fibra óptica e de cobre da Panduit fazem parte das soluções para transmissão de dados em alta velocidade (HSDT) para uma infraestrutura física otimizada, atendendo requisitos tecnológicos e às necessidades empresariais.