Pra Que Serve O Salário Fixo Do Vendedor?

Publicado em: 16/07/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,671 |

Depende do valor! Se for alto pode servir para custear com sobras todas as despesas pessoais do vendedor, deixando-o tranqüilo para trabalhar e cumprir a meta determinada pela empresa. Se for um fixozinho referencial, serve apenas para constar na carteira e empurrar o profissional a fazer o salário desejado através de comissões. Ou seja, voltamos para o famigerado depende. Se o produto propicia boa margem de lucro e a empresa foca mais na rentabilidade, no volume e no cumprimento das metas que na retirada do vendedor, o fixo pode até ser desprezado. O fato é que o assunto sempre permeia as rodas de conversa entre vendedores, gerentes, gestores e até empresários.

Salário fixo não pode e nem deve ser encarado pelo vendedor como a salvação da lavoura em meses de colheita fraca. Vendedor que se contenta com o fixo, seja ele de que tamanho for, não é vendedor. Empresa que emprega gente assim, paga incentivo à acomodação. O fixo deve sim, ser tratado pelo vendedor como um pagamento que a empresa faz, mensalmente, pelo seu passe, pela sua fidelidade e dedicação. Já a empresa deve encarar o fixo como a remuneração que ela faz para ter um time coeso, antenado e comprometido com o seu produto. E aí a regra é simples. Quem paga melhor, tem os melhores.

Tive um diretor que detestava pagar salário fixo ou reembolsar despesas para os seus vendedores. Ele dizia que essa remuneração deveria ser usada como uma ajuda para custear combustível, almoços com clientes, brindes eventuais, despesas no campo etc, e até contou-me, certa vez, a história de um grande vendedor que conheceu. Na história, o vendedor era dos profissionais mais queridos e respeitados do mercado e uma das suas atitudes era sempre presentear clientes, secretárias e compradores nos aniversários. Mais tarde ele, o meu diretor, descobriu que o vendedor sempre fez isso com o seu dinheiro pessoal. E completou: Reside na decisão de pagar um almoço, do próprio bolso, o relacionamento que você pode vir a construir com um cliente. Que pode resultar, mais tarde, em um grande negócio.


Ou seja, na opinião dele, o dinheiro que o vendedor deveria levar para casa seria única e exclusivamente o oriundo das variáveis. Das comissões sobre venda. Fixo é pra custear despesas do profissional a serviço da empresa.

Cada segmento de mercado se orienta por características inerentes ao negócio e tem o seu próprio perfil de remuneração. No mercado publicitário, por exemplo, vendedores de espaço publicitário em veículos de comunicação têm salários compatíveis com o tipo de veículo (rádio, jornal, televisão, outdoor, web), tamanho do veículo, verba do mercado e obviamente com a importância e a inserção do profissional no mercado. Mas em linhas gerais é um mercado onde o vendedor tem um fixo bastante razoável, comparativamente a outros segmentos de negócio.

Além do salário fixo os veículos remuneram seus vendedores com percentuais sobre o faturamento da carteira, sobre o resultado do departamento ou simplesmente dispara gatilhos que vão multiplicando o fixo sobre os resultados globais da empresa.

O fato é que o vendedor de veículo de comunicação deve, - vendedores de outros segmentos também – manter sempre ativo relacionamentos extra-escritório com os seus clientes e prospects, quer seja em almoços, jantares ou eventos. Portanto, é preciso que a empresa esteja aberta para entender que isso é investimento e não despesa e que, por razões obvias, o custeio desse investimento deve ser da empresa. Afinal, muito embora o vendedor esteja construindo uma rede de relacionamentos, nesse momento é aquela empresa que ele representa e para ela realiza negócios.

Fixo só é caro quando a empresa contrata vendedores que não vendem, que não produzem e que não agregam com idéias ou atitudes. Fora isso o fixo sempre está embutido nos custos do departamento comercial, que por sua vez está embutido no custo final do produto e, portanto, faz parte do negócio.

Vendedor, por mais alta que seja a remuneração, sempre será o profissional mais barato de qualquer empresa. Afinal, vêm dos seus resultados os resultados da empresa.

Ah! Descobri tempos depois que aquele diretor que detestava pagar fixo ou reembolsar despesas não recebia comissão. Ele tinha um mísero salário fixo de 150 mil reais e quando a empresa ultrapassava um determinado faturamento ele pulava imediatamente para 250 mil. Sem contar que ele não tinha despesas com almoços, jantares ou encontros informais, por que ia sempre para lugares onde a empresa mantinha permutas. Simples assim.

Nunca compreendi por que alguém com um fixo tão alto detestava pagar fixo para os seus subordinados. Mas entendi por que ele não dava a menor importância para reembolsos de despesas. Assim, nem eu!


Nelson Gonçalves
www.nelsongoncalves.net

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/vendas-artigos/pra-que-serve-o-salario-fixo-do-vendedor-1041776.html

    Palavras-chave do artigo:

    venda

    ,

    remuneracao

    ,

    comissao

    Comentar sobre o artigo

    Nelson B. Sousa

    Bom, primeiramente tenho que deixar bem claro que, o que se segue é o meu ponto de vista sobre uma situação que tenho encontrado constantemente em diversos segmentos de mercado.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Administraçãol 19/12/2008 lAcessos: 621
    Márcio Elídio Campi

    Um vendedor acima de tudo precisa ter muito bom humor para enfrentar as instabilidades da função. Para uma venda ser realizada, certamente muitas portas se fecharam e muitos "não" foram ditos.

    Por: Márcio Elídio Campil Negócios> Vendasl 30/09/2010 lAcessos: 156
    Francimar Germano

    A motivação nas vendas e suas estratégias de sucesso com os venderes. O papel da motivação dentro das vendas e porque motivas uma equipe de venda.

    Por: Francimar Germanol Negócios> Administraçãol 18/04/2012 lAcessos: 133
    Tom Coelho

    Diante da incapacidade de alguns dirigentes em administrar sua força de vendas, a terceirização é uma opção a ser considerada. Como fazê-la?

    Por: Tom Coelhol Negócios> Vendasl 21/09/2010 lAcessos: 136
    Claudio Donato

    O conhecimento- É talvez o mais importante e o fator que os gestores nem sempre dão a devida atenção. Este conhecimento, é realmente fazer com que os integrantes da equipe saibam perfeitamente as informações detalhadas de cada produto ou serviço que vende, quais seus respectivos diferenciais, a razão de existir da organização, há quantos anos a empresa existe, entre outros.

    Por: Claudio Donatol Negócios> Vendasl 25/10/2009 lAcessos: 717
    Andréa Pereira de Oliveira

    O salário é um poderoso motivador, pois com ele realizamos as nossas funções na sociedade. Além do salário, tudo o mais concedido ao funcionário acaba tendo valor salarial, como um plano de saúde por exemplo. Então, modernamente, fala-se em remuneração, para definir o pacote todo concedido ao trabalhador.

    Por: Andréa Pereira de Oliveiral Direito> Doutrinal 22/06/2011 lAcessos: 2,248

    A grande diferença entre o vendedor e os outros profissionais da empresa, é que ele encontra diariamente obstáculos, rejeições e desafios. Por esses motivos é o profissional que deve sempre estar mais motivado, pois somente assim ele poderá motivar os clientes a comprarem.

    Por: Marco Antonio Meiral Negócios> Vendasl 01/03/2011 lAcessos: 798

    Algumas ilicitudes podem estar presentes em alguns contratos de aquisição de imóveis. Um exemplo disto é em relação à malfadada cobrança de pagamento de honorários de corretagem ou comissão de venda, como remuneração aos serviços do corretor ou empresa que intermediou e/ou fechou o negócio. Muitos consumidores já anestesiados pela alegria de conquistar o objetivo de adquirir a casa própria acabam não se atentando com esta cobrança, que em regra é ilícita, uma vez que o consumidor

    Por: alexandre bonácul rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 13/07/2011 lAcessos: 1,454 lComentário: 1

    Muitas são as dúvidas quanto a Comissão de Corretagem, tais como o valor correto, época e forma de pagamento. Neste breve artigo buscamos elucidar essas dúvidas.

    Por: Juliana Egea Oliveira Almeidal Direito> Doutrinal 18/05/2010 lAcessos: 5,316 lComentário: 2
    Portais Imobiliarios

    Muitas vezes as pessoas entrem em duvida em questão se a taxa de corretagem em venda direta é inconstitucional, e de acordo o MPF, sim. Confira um pouco mais no artigo a ser apresentado.

    Por: Portais Imobiliariosl Negóciosl 21/11/2013 lAcessos: 20
    Portais Imobiliarios

    Muitas pessoas achavam que após a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, os preços dos imóveis iriam ter uma grande desvalorização, mas de acordo com o Presidente do Secovi-SP isso não vai acontecer.

    Por: Portais Imobiliariosl Negócios> Vendasl 16/09/2014
    Rejiano Vedovatto

    Definitivamente não existe uma fórmula mágica para o sucesso. Embora muita gente insista em procurar "receitas prontas", sabemos que nossa vida é consequência das nossas decisões e das nossas ações. Em vendas não é diferente. Por ser um ramo de negócios dinâmico, o que parece verdade absoluta hoje, amanhã pode estar ultrapassado. Mesmo com todo este dinamismo, alguns comportamentos inadequados contribuem consideravelmente para o fracasso de uma equipe de Vendas. São eles: ...

    Por: Rejiano Vedovattol Negócios> Vendasl 11/09/2014
    Edison Candido Gonçalves

    Não existe nada pior do que levar um calote. No ramo de venda porta a porta, isso é muito comum. Mas isso agora é coisa do passado. Leia este artigo e descubra porquê.

    Por: Edison Candido Gonçalvesl Negócios> Vendasl 10/09/2014 lAcessos: 12

    Hoje em dia está se tornando cada vez mais comum o uso de porta de aço não somente em comércios, mas também em muitas residências em todo o Brasil, pois este tipo de porta traz muitas vantagens, não somente em relação a segurança, mas também para a estética de sua loja ou casa, sendo que as vantagens não param por aí

    Por: Interupseol Negócios> Vendasl 09/09/2014 lAcessos: 13

    Apesar da inconstância nos resultados do setor de autopeças, a atividade é promissora e requer a adoção de estratégias específicas para alavancar as vendas. E eu enxergo duas formas que possibilitem este incremento. Uma delas se refere ao aumento na frota de automóveis.

    Por: Flávia Ghiurghil Negócios> Vendasl 02/09/2014

    A proteção das mãos é uma necessidade para os trabalhadores. Raros são os casos em que um trabalhador não necessite de proteção para as mãos. Portanto, aparentemente, deveria ser uma tarefa muito simples selecionar as luvas de segurança de proteção adequadas já que é tão comum o uso desses produtos, mas infelizmente não é. A segurança do trabalho, em especial a proteção das mãos, não é tão simples assim. Para selecionar a Luva adequada é necessário que um Técnico ou Engenheiro de Segurança comp

    Por: Frankl Negócios> Vendasl 23/08/2014

    O artigo de hoje será dedicado aos gestores de venda. Temos discutido muito sobre métodos e ferramentas que auxiliam os vendedores em seu trabalho, mas como ajudar os gestores? Quais as informações importantes para que eles possam atuar de forma eficaz junto ao time?

    Por: Flávia Ghiurghil Negócios> Vendasl 03/08/2014
    Portais Imobiliarios

    O tema "bolha imobiliária" é controverso, e de acordo com o artigo de um mestre em Gestão e Estratégia de Negócios, onde há uma série de argumentos refutando, ao meons por enquanto, os perigos de uma bolha imobiliária em nosso país.

    Por: Portais Imobiliariosl Negócios> Vendasl 17/07/2014 lAcessos: 12
    Nelson Gonçalves

    Éxistem empresas quem não se definem. Elas querem o dinheiro do cliente, mas não se preparam para isso. Internamente ninguém se entende e isso dificulta o trabalho da área de venda... pior ainda é quando o patrão é o principal gargalo...

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Vendasl 21/01/2010 lAcessos: 185
    Nelson Gonçalves

    Gente não tem prazo de validade porque gente não é um produto que se determina quando vai vencer... mas existem empresas achando que você leitor, tem prazo determinado!

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Gestãol 21/01/2010 lAcessos: 114
    Nelson Gonçalves

    Todos nós em algum momento da vida fizemos coisas que gostaríamos de não ter feito. É ou não é? Seu passado lhe envergonha? Semeie um futuro do qual possa se orgulhar.

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Vendasl 21/01/2010 lAcessos: 134
    Nelson Gonçalves

    O que existe em comum entre o "seu" Santos, um pequeno comerciante do interior do Paraná e o Samuel Klein das casas Bahia? Ambos acreditam no título desse artigo! Boa leitura.

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Vendasl 20/01/2010 lAcessos: 85
    Nelson Gonçalves

    Tem muita gente bradando e satanizando o desconto como se isso fosse o fim do mundo. Cada produto ou serviço tem suas características e em muitos casos é sim o desconto que faz o negócio girar. Mande os críticos procurarem o que fazer e seja feliz!

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Vendasl 22/07/2009 lAcessos: 179
    Nelson Gonçalves

    Quantos de nós já virou a cidade, de posto em posto de combustível à procura de combustível mais barato? Os donos de postos criaram uma moeda que não existe, veja como neste artigo.

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Atendimento ao Clientel 22/07/2009 lAcessos: 302
    Nelson Gonçalves

    Como, através de uma atitude simples e aparentemente corriqueira, o profissional e a empresa criaram um diferencial competitivo e ampliaram a participação da empresa no segmento em que atuam.

    Por: Nelson Gonçalvesl Marketing e Publicidadel 22/07/2009 lAcessos: 147
    Nelson Gonçalves

    Alguma vez você ja se sentiu ofuscado pelo farol de xenon do carro que trafega no sentido contrário ao seu? Você conhece profissionais que lembram esse incômodo? Veja nesse artigo a relação entre os dois! Boa leitura.

    Por: Nelson Gonçalvesl Negócios> Vendasl 21/07/2009 lAcessos: 486
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast